29 dezembro 2008

Fotos e Vídeos sem parar

1 comments




Graças ao métier aqui do pai, tive o privilégio de receber um Nokia N96 para explorar a fundo as funcionalidades, sobretudo as de foto e vídeo.

Até agora, só posso dizer maravilhas.
Meus filhos - acautelem-se!!!
Com esta maravilha poucos momentos escapam à captura idolatrada de um pai babado!!!
É que os vídeos resultam impecáveis, e as fotos, depois de algum aprumo no uso, tornam-se melhores que muitas câmaras digitais de segmento médio. E ainda dá para importar lá para dentro filmes da Disney e da pixar e outras coisas mais, que dão sempre jeito quando os petizes resolvem aprimorar a birra a fundo e não querer comer pitada da sopa para gáudio dos transeuntes do centro comercial que passam e assistem ao espectáculo de uma criança, qual Godzilla em fúria, a agitar-se na cadeira por 30 minutos sem engolir pitada!!!

O preço do N96 é, para a maioria das bolsas, ainda algo proibitivo, mas com os saldos ao N95 neste momento, eu aconselharia muito boa gente que pensa em comprar uma câmara fotográfica a pensar duas vezes e pelo mesmo preço ponderar um dos modelos da marca filandesa.

E vem aí 2009 e novidades não faltarão

0 comments
Pois claro, filhotes,
há já algum tempo que este cantinho de conversa e partilha não recebe actualizações. Mas têm sido bons dias e alguns desafios interessantes que nos têm ocupado, cá em casa, no trabalho e nos afazeres do dia a dia e da mana que se prepara para chegar.

Hoje na consulta lá arrancámos com o primeiro CTG, um dos inúmeros sinais de que entrámos na recta derradeira. A eco mostrou uma cabecita de 8 cm. e mais qualquer coisa, já bem encaixada, e uma boquita de sono e ao mesmo tempo com fome (eram 2 da tarde e nicles de almoço, compreende-se).

Para além disso, nos blogs de mummys com o mesmo número de semanas - 36 - já algumas colocaram a feliz notícia de que os seus pimpolhos nasceram, o que faz incidir o espírito de "está quase aí" ainda com mais força.

E vem 2009 daqui a poucos dias e o countdown prossegue.
No nascimento do Martim foi tudo igual:
- eco e ctg num dia 29 e passeio a pé durante a tarde

Esperemos que as coincidências fiquem por aí, até porque não há lua cheia nem houve 'toque'. Afinal, pelo menos até às 38 semanas há tempo de sobra, e Janeiro seria melhor mês para nascer, depois de toda esta folia de ano novo.

Brinquedos de Natal

0 comments
Pois é, filhão,
o Natal foi uma grande algazarra.

Espreitaste a vinda do Pai Natal (pela porta, mas já tinha ido embora, deixando apenas o barrete perdido, como prova) e treinaste a abertura dos presentes com mestria. Foste hiper-paciente no abrir dos presentes e aqui o pai e mummy, saberás daqui a uns anos, esconderam mais 2 ou 3 bem grandes, para ir abrindo quando a mana chegar, porque isto de Natal não pode ser fartura mais do que já é.

Começamos a contar os dias e já está quase a chegar aquele sentimento de que daqui a nada começaremos a contar manhãs e tarde e, depois, hora a hora, o paizão passa a olhar o telemóvel, sendo que cada vez que a palavra "mummy" surja no ecrã o tempo ficará congelado de expectativa.

09 dezembro 2008

E pronto, lá começam as birras...

0 comments
Pois é, filhão,
mal imaginava eu que as tuas primeiras birras seriam devido................a comida.

Inacreditável!!!
O pirralho que neste mundo menos leite bebe (nenhum, nem cheirá-lo) e que para comer um iogurte tem de correr toda a galeria de fotos do telemóvel da mummy, eis que se lança nas birras através do tema comidinha.

Entenda-se: a comidinha que sua excelência gosta.

Ele é pão com manteiga (a lamber só a manteiga, pois claro), ele é pão com doce, ele é biscoitinhos que a avó trouxe, ele é chicha, ele é polvo, ele é arroz. Mas sopa??? Iogurte??? Papa???? Nááááá...

E vai daí: berreiro, meia-hora sentado na cadeira sem brinquedos, muitos não, não, não, não com agitação de pés e da cabeça... Enfim, o show que todos nós já conhecemos de outros miúdos desde que a Terra começou a girar faz algum tempinho atrás?

Receita?
Acenar que sim, ter calma, deixar o tempo passar, ignorar um bocadinho a atenção exacerbada e ao fim de uns minutos e com voz meiga e distraída, introduzir um tema de conversa e a reboque uma colher agora, outra depois, e outra a seguir...

Mas bolas!!! Consome teeeeeeeeeeeeeeeeempooooooooooooooooooo...
Uff...

E tu, filhota?
Quando nasceres em Janeiro?
Virás com as mesmas birras ou será que comes muito melhor?

03 dezembro 2008

Tutto benne!!!

0 comments
Pois é filhotes,

graças ao magnífico trânsito de Lisboa e ao acidente no IC19 de ontem que demorei 'apenas' mais 45 minutos do que o habitual para chegar ao infantário. Consequências:
- cheguei tardíssimo para ir buscar o meu pirata
- já não conseguimos adiar a ecografia, pelo que ficámos eu e o pirata em terra distante
- foi apenas a mummy a ver a filhota na barrigucha
- valeu-nos o IKEA para passar 50 minutos em descobertas mil por entre camas, peluches, cavalos, cadeiras, presentes fictícios e outros objectos.

Felizmente, está tudo bem com a filhota e a barriguinha.
Colo do útero fechado novamente (uf!).
2 kg de gente.
Percentil 25-50
Já desencaixou a cabecita e está agora deitada e com os pés ligeiramente para baixo.

Assim, sim!
=D

02 dezembro 2008

Nova Eco...

0 comments
Novembro foi mesmo mês horribilis!

Ciática, depois uma valente gripe e, ontem, uma gastroenterite para não deixar que Dezembro limpasse e viesse a bonança.

Depois de 15 dias de baixa e no regresso ao trabalho, eis que voltam as preocupações e hoje não sabemos muito bem o que nos espera na ecografia.

A piorar, toda a gente resolveu insistir que a filhota nascerá antes do tempo. 1 mês antes! Mais precisamente, portanto, no dia de Natal. Apre!
Bem que tento não pensar nisso. Janeiro e os 9 meses seriam uma data perfeita, mas as atribulações não páram e começo a sentir a pressão desse pessimismo. é que é ainda muito cedo... demasiado cedo...

Insónias...

0 comments
Pois é, filhão,
ao fim de 3 noites, o pai e a mummy começam a dar em doidos.

Pelas 3 e meia da manhã, acordas e ficas num estado semi-sonolento, nem a dormir, nem acordado, a pedir água de 5 em 5 minutos e incapaz de ferrar no sono. Durante hora e meia, é isto: olho aberto, olho fechado, levanta, pede água e mais água, olho aberto, olho fechado, levanta e...

Insónias? Pesadelos?...

Ai... soninho...

30 novembro 2008

Em tão pouco tempo...

0 comments
...há coisas que mudam tão depressa.
Para além da óbvia música e do videoclip, vejam se descobrem a grande diferença que mudou entre a antiga música do deitar do canal Panda e a actual:

Está na Hora de Deitar - 2007


Boa Noite - 2008


Pois é.
Antes deitávamos os nossos filhos à 8:30h, e agora já passou para as 9h.

Sinais dos tempos de uma vida cada vez mais sem tempo.

26 novembro 2008

Vídeos que o nosso pimpolho gosta:

1 comments

(vejam até ao fim; tem um piadão)



(percebe lindamente e passa o vídeo todo igualmente à procura do Y)



(o xilofone de fundo talvez imprima um ritmo engraçado que o cativa ainda mais)



(apesar de não sermos grandes fãs de André Sardet, o filhão adora esta música)

19 novembro 2008

E a festa das viroses continua

1 comments
...desta vez na mummy, que nunca mais se vê livre da terrível constipação e tosse que por aí grassa.

A congestão já atingiu os ouvidos, e não há forma de sair. Vapores, rhinomer, soro fisiológico, aerosóis, ... absolutamente nada rompe essa fortaleza impenetrável.

É do camandro!
O ouvido esquerdo, de tal modo entupido, já nada escuta, e conduzir começa a ser quase impeditivo.
Estamos agora há 3 horas a aguardar a visita do médico, pela Unimed, mas estou mesmo a ver que vai receitar... nada.
A congestão não tem maneira de sair. E claro, logo aparecem os vómitos e vontade de comer é nenhuma ou perto de nenhuma.

Pelos vistos, há muito mais gente com filhos a ter esta virose estúpia, que corte apetite, dá cabo das noites descansadas e ainda consegue pôr toda a gente com olheiras de meio metro e ar zombie capaz de amedrontar o pior dos vampiros.

ai, ai... viva o Outono.

13 novembro 2008

E pronto, a febre...

1 comments
Pois é, filhão,
a febre chegou.
ainda não sabemos se é alguma virose a caminho com que te debates, ou se são os temíveis dentes a romper. Os médicos bem dizem que nada disso de dentes dá febres e afins sintomas, mas não sabemos nunca o que pensar, quando te queixas e pedes a escovinha dos dentes para esfregar na boca.

O BenURon já lá vai, e a febre esta noite está levemente menor que ontem; mas não consegues adormecer e, claro, a tosse provocada pela expectoração ainda menos ajuda.

O semi estado de delírio comprova-se pelas vezes que chamas pelo ToyToy (leia-se Toy Story, que é para ti a personagem do Woody). Só acalmas mesmo depois de o ver uns minutinhos.

Mas será que esta noite, pelo menos, conseguirás descansar?

10 novembro 2008

Pooh!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

1 comments
Pois é, filhão,

depois de ontem o paizão ter andado a deambular pela Toys R' Us e pela Disney-Store e pelo Continente, eis que lá encontrou um Winnie the Pooh muito giro na Disney-Store! Tal e qual nós procurávamos!!! E ainda deu para descobrir um gorro amarelo muito quentinho que tu, hoje, deliraste a desembrulhar e a correr pela casa vaidosérrimo para te veres vezes sem conta ao espelho - do hall de entrada, do quarto, da cozinha, ...

Nem quero imaginar como será no dia de Natal!
E já identificas lindamente o que são presentes e já começas a desenvecilhar-te muito bem a rasgar o papel, ainda um pouco contrariado, por estares a fazer lixo, mas... que se lixe, né!!!?
=D

E vem aí mais uma Baixa

0 comments
Pois é, meus filhos,
os tempos que correm são de alguma agitação.
O esforço da mummy parece estar a ter agora as suas consequências, bem como a extrema agitação e genica da nossa Maria, que não pára um segundo na barriga.

A médica notou uma ligeira abertura do cólo do útero, pelo que a partir de amanhã, e depois de enfrentar a insensatez da médica do Centro de Saúde, deverão seguir-se 8 dias de pausa forçada. a isso acresce o limite limitezinho do nível de glicémia. Filhota - não admirava, realmente, que nas ecografias estivesses sempre a abrir a boca! Está docinho, hum!? =D

São portanto tempos de cautela, ainda para mais sabendo que com a mummy também a coisa antecipou um mês. E nisto das tradições, se bem que já não são o que eram, outras vezes batem bem certinho.

Querem lá ver que o Natal ainda traz um presente!?

05 novembro 2008

Mummy feeling better

0 comments
Much better.
As maravilhas de uma botija de água quente nova, descanso, muito descanso, esforços evitados com a coluna, e mais descanso, e novamente mais descanso.

=)

04 novembro 2008

Doutor, Preciso de Ajuda!

1 comments
É que já é a terceira vez que, ao chegar ao infantário, resolvo evitar a choradeira do meu filho indo com ele para a piscina de bolas e, aí, tento ao mesmo tempo vestir-lhe a bata, resultando isto em que acabo por lha vestir de trás para frente.

Resultado:
é já também pela terceira vez que levo com aquele sorriso pouco abonatório e voz de suspiro das monitoras - "deixe lá, pai, a gente muda..." - como quem me cesnura e pensa para si "este lá em casa deve mesmo ser um pobre azelha... tss...tss..."

Bolas!

Grrumpff!

03 novembro 2008

ciática!!!

1 comments
Pois é, meus filhos,

a mummy não andou nada, nada bem!
Com 30 semanas, o nervo ciático deu das suas.
Na sexta-feira ao final do dia, um ligeiro coxear, que em menos de duas horas passou a dor aguda e, no sábado, já ía em dor lancinante.

Nem botijas de água quente, nem cremes, nem ben-u-rons, nem mesmo massagens. Nada. Domingo a coisa estava de tal ordem que fomos direitinhos às urgâncias da Unimed. A médica só precisou mesmo de duas ou três informações. Ben-u-ron e descanso. Muito descanso. Total e absoluto.

Certezas?

Evitar esforços. Extremo cuidado ao baixar para apanhar coisas. Sossego. Sobretudo com a coluna.
Pode vir a diminuir. Pode não passar. Pode voltar. Depende...

Cada grávida tem a sua regra.
Com o descanso forçado, hoje a mummy já está melhor, mas ainda assim de todo incapacitada para mais do que alguns passinhos pela casa e logo sentar na cadeira ou sofá ou cama, sempre com a mini-botija que o pappy comprou na Musgo, bem gira, por sinal!
=D

A ver vamos...

27 outubro 2008

Cinema!? Quem precisa de cinema!?

0 comments
Pois é, filhote!
Este sábado estávamos mesmo decididos a aproveitar a presença da avó cá por casa para, finalmente, volvidos mais 4 meses, irmos matar saudades do cinema.

Acelerámos o final de tarde, demos-te o jantar, aprontamo-nos em 3 tempos e despachámos um jantar leve mas variado em 3 segundos.

Depois sentámo-nos no tapete da sala por breves instantes, a despedir-nos de ti para irmos sair. Desataste a mostrar-nos os faíscas, a dizer quase-quase-quase-quase o teu nome ("ã----tim!"), a espalhar os Lego e a apontar-nos e a explicar-nos mil e uma coisas que nós, por maravilhosa tradução simultânea dos nossos cérebros, já compreendemos sem quase ter de perguntar segunda vez.

E nisto, a desculpa:
- ah... se calhar já não chegamos a tempo...
- pois... deve haver muita gente, de certeza que as filas para estacionar devem ser gigantes...
- aposto que vão todos ver o mesmo filme que nós!
- quando lá chegarmos, às tantas nem há filme...

E pronto.
Como conseguir resistir ao melhor cinemascope!?

Foi mais uma hora inteirinha de pais e filhos e avó, todos em redor de ti e a mana a dar chutinhos na barrigucha da mummy, enquanto carros e carrinhos se esbofeteavam e auto-destruíam em acidentes aparatosos, torres de Lego desmoronavam e desenhos eram consecutivamente feitos e desfeitos no quadro-mágico.

O desfecho, esse, foi de um final extremamente feliz, com as histórias do Mundo de Todd a fechar o genérico e toda a casa silenciosamente a suspirar fundo e a adormecer em uníssono.

20 outubro 2008

Aniversário da Mummy

3 comments
Pois é, filhotes!
o aniversário da mummy foi, como vocês irão dizê-lo um dia - "baril!"

A Maria fartou-se de dar pontapés, como tem sido seu apanágio desde há longo tempo, sobretudo quando tem fome, muito ao contrário do irmão que nunca refilava, nem hoje, para comer. Mas o senhor príncipe-belo-charmoso-refilão-espertalhão-Martim deu um belo de um presente à mummy: logo que acordou, não acalmou a chamar pela mummy, e assim que os dois braços da mummy o abraçaram, foi a vez dele retribuir, agarrando-a com um belo de um xi-coração e um beijinho muito delicado.

Como adivinhou?!
Não faço ideia. Mas lá que parecia saber que era o aniversário da mummy, lá isso parecia.

Entretanto, ao soprar velas, lá tivemos de repetir o processo 3 vezes, porque o sr. Martim, apesar de muito espantado, não deixava de achar um piadão ao sopra-sopra-velas e palmas consequentes.

Mas a delícia do dia, essa, ficou reservada horas antes, no restaurante, quando em plena Bairrada e com travessas de leitão em cima da mesa, tanto mana (na barriga, aos chutos) como mano, debicando pedacinhos de carnucha macia no prato, foram soltando soltos sorrisos e mexendo muito as pernas.

Quem sai aos seus...

16 outubro 2008

Carros e malucos

1 comments
Pois é filhão,
a tua mana não pára!!! Muito cheia de genica e maravilhosa!

Mas eu fico muito preocupado, por outro lado, porque a tua mummy também não pára.
No trabalho, tem sido obrigada a andar muito de carro, e com tantos malucos na estrada, fico sempre com mais receio.

Por vezes isso não é razão, e as coisas acontecem quando menos se espera, mas acho que estou naquela fase em que é tudo tão bom, tão bom, tão bom e em que já comecei a contar os dias que faltam que, como dizia a personagem no "American Beauty", às vezes parece que nem consigo aguentar tamanha alegria.

Conter. Conter.
E no entremeio: conter também a urgência da mummy com o cada vez maior síndrome do ninho!
=0

13 outubro 2008

Bebés que caem na piscina

2 comments


Vi o vídeo na RTPN, no jornal das 21h, e fui ao YouTube ler mais:
Fast, fearless, curious--your child sees a world without limits. You see a world with potential hazards. And the leading hazard for young children: water. Give your child an extra measure of protection with aquatic survival instruction from Infant Swimming Resource (ISR). ISR, a nationally recognized program, offers private highly specialized certified instruction for children from 6 months of age

=0



07 outubro 2008

Toys! Toys! Toys!

1 comments

Mexe! Mexe! Mexe!

2 comments
Pois é filhão,
a tua mana parece ser ainda bem mais mexerica na barriga da mummy do que tu.
Passa o dia e a noite a rebolar na piscina.
Às vezes, a meio da noite, estico a mão e sinto um suave mexer na barriga da mummy. Não pára!
=D

01 outubro 2008

www.rtp.pt/viagemdacegonha

2 comments
A RTP e a Antena1 têm um programa diário e um blog que se chama A VIAGEM DA CEGONHA.
O blog tem entrevistas e os posts que relatam a gravidez de uma jovem mamã que vai ser mãe pela primeira vez. Há conversas com médicos, confissões, e muito mais. Há ainda os programas que passam na rádio. Podem ser ouvidos e descarregados.
O link está no blog:

www.rtp.pt/viagemdacegonha »

30 setembro 2008

18 Meses!!! E as fotos como presente...

4 comments









...para os que tão pacientemente escutam, lêem e ajudam, quando por aqui o pai e a mummy pedem ajuda.

18 Meses!!!

0 comments
Pôxa, filho!
1 ano e meio.
Como tanta coisa mexeu. Como tanta coisa mudou. E já a mana vem a caminho.
=0

Por vezes sinto que é tanta coisa maravilhosa que vocês me dão que parece impossível, mágico, fabulástico - absolutamente incrívelterem passado apenas 18 meses. Parece que foi tanta e tanta e tanta e tanta e tanta coisa que 18 meses é pouco. É impossível. Aliás, é mentira! enganaram-me!!! Todos os relógios do mundo pararam por dois anos e ninguém reparou!
Não pode ser.
Passaram na certa 3 anos.
De certeza.

Foram tais as mágicas aventuras e descobertas, tanto e tanto o que mudou, que é de todo impossível ter-se tudo isto passado em apenas ano e meio.

E se foi assim este ano e meio, caramba!, então os próximos anos só confirmarão o que já venho assimilando: até aqui, a vida foi apenas uma pálida caminhada; a grande loucura e a vida a 1000 à hora e com 2000 geniais experiências só começaram agora.

28 setembro 2008

Gastroenterite - como superá-la

5 comments
É difícil.
Todos nós, pais, acabamos por passar por ela e sentir-nos incapazes para ajudar inteiramente os nossos filhos e salvá-los da maldita gastroenterite.

Conselhos muito pessoais:
- nada de medicamentos a não ser que o médico receite; a gastroenterite é assim mesmo, leva tempo e tira a fome; há que ter doses milagrosas de paciência e calma

- a seguir aos primeiros vómitos, nem uma pinga de água; o vosso filho irá chorar e implorar-vos, mas se não querem vê-lo vomitar de novo, aguardem uma hora

- após isso, comecem a dar duas colheres de chã de água de 5 em 5 minutos; será pior, porque eles irão chorar ainda mais (porque é que só me dás isto, mãe!?)

- evitem o leite e produtos derivados

- no dia seguinte, arranquem com coisas doces e aguadas, à temperatura ambiente

- nada de coisas frias

- extra dose de mimo; preparem-se para fitas depois disso...

E cá vai mais uma gastroenterite...

0 comments
Pois é, ao fim de quase um ano, eis que a malvada apanhou-te, filho.

Quinta-feira o jantar saiu estavas tu na cama dos papás e, a meias com a PREVENAR e mais uma outra malvada vacina os últimos dois dias serviram para te atirar do percentil 15, onde habitas, para o 0.

o.O

Nada a fazer.
Médico em cima.
Recomeço do Zaditen e Pulmicort.
Cancelada a piscina até MArço, por conselho do médico.
E muitas, muitas neuras cá em casa por horas perdidas a fio para te tentar dar uma colher de comida.

Valeu mais uma chamada para a UniMed e os conselhos de "paciência" e de "coisas leves, só com água, papas, fruta e pouco mais". Isso e o facto de que nunca quebraste continuas a mil à hora (como é que é possível!?!) e super-divertido

Com fitas ou sem elas, hoje pelo menos já jantaste.
Amanhã é novo dia.
Valha-nos a tua santa avó para te cuidar e mimar nos próximos dias.

22 setembro 2008

Mais uma semana que passa...

1 comments
...e outra nova que começa.

Os tempos do rabito assado e da constipação já passaram. É agora o tempo de longa expectoração e preparação para as próximas viroses (que a semana vai ser húmida e os infantários gostam destas coisas...).

E quanto a dentes - nada.


Para além disso, tem sido fenomenal observar-te crescer.

És um filho maravilhosamente meigo. Doce. Gentil. Espertalhão. E teimoso q.b. Começas a chamar por "pai" e mãe" e "mamã" e "papá" já de forma muito mais natural e certeira, com o causa-efeito ajustados e sem dizer apenas por-dá-cá-aquela-palha. E é, simplesmente, ma-ra-vi-lho-so!!!
=D

Só alguém que tenha filhos pode mesmo compreender o que é isto, de ter os nossos filhos chamarem-nos de forma suave, meiga, ternurenta, para nos juntarmos a eles no banho, ou na sala a ver Tv, ou no quarto para brincarmos com eles... só mesmo quem tem filhos sabe quanto nos toca o coração este chamamento, de quem nos quer junto, ali, perto, porque se sente mais seguro e se diverte connosco a partilhar mil descobertas e a pedir-nos para mostrar coisas novas.

Das coisas que acredito que nunca virei a fartar-me é disto mesmo, das palavras "pai" e "papá" proferidas com meiguice pelos meus filhos.

17 setembro 2008

Deverei ficar preocupado?

0 comments
Disparo ao final do dia, a pedido insistente e meigamente repetido do meu filhote herói, alguns vídeos no YouTube.

Coisas doces e educativas ele não dispensa. Conhece-as já de cor. E não se cansa. Descubro mais umas antigas pérolas da Rua Sésamo e ele pede-me para ir buscar o Becas em peluche, e começa a dar-lhe mimos e xi-corações enquanto o vê no monitor.

Depois disso, pelos vídeos relacionados, clico e começamos a ver o vídeo que aqui deixo em baixo. E ele fica a vê-lo e descobrí-lo tranquila e pacificamente, sem resmungar nem pedir para tirar.



Hummm...

16 setembro 2008

OBRIGADO!

2 comments
O meu sincero obrigado a todas as mamãs e papás que de boa vontade e com uma rapidez fulgurante aqui sugeriram óptimos cremes e dicas para ajudar o rabinho assado do nosso filhote.

Valeu!
;)

12 setembro 2008

A Música, o Tempo, a Paternidade

2 comments
A paternidade tem as suas particularidades. E se a segunda repete as da primeira, por outro lado leva-nos a explorar novas ideias e reflexões.

Uma delas é o tempo.
O tempo começa a tornar-se uma coisa meio... esquisita.

Ainda não contamos o tempo porque, afinal, ainda somos novos e o tempo é um bem que ainda não escassa. Mas de súbito recuperamos temas como “o que irão os nossos filhos ouvir daqui a uns anos?”. Sabemos que a moda e a música se regem por movimentos cíclicos e aguardamos que o grunge-rock da nossa adolescência se revitalize.

E afinal: a adolescência está ainda ali atrás. Foi há pouquíssimo tempo. E pérolas como estas dos Smashing Pumpkins estão na memória de todos.

Ou não.

Afinal, já lá vão... 15 anos! E nisto, vamos perguntando a uns quantos: “Ainda te lembras?”. E é aqui que nos damos conta de que há muita gente que nem sequer conheceu isto. Não ouviu. Não sabe o que é.

É aqui que o tempo pára. Nesse instante damo-nos conta de que afinal o tempo passou. E depressa. E daqui a nada estaremos a mostrar isto aos nossos filhos. E eles terão milhares de músicas por um custo reduzidíssimo para ouvir. E não terão tempo para descobrir mais nada. Menos ainda de coisas que já lá vão. E o tempo passado, esse, que serve de lastro à compreensão do presente, ficará cada vez mais difícil de consultar.

11 setembro 2008

7 cocós num só dia!

6 comments
E como é lógico, o rabinho mais do que assado...

Alguém recomenda uma pomada baril para fazer milagres? Isso e todos os truques e ideias possíveis para macerar ao mínimo o rabiosque do filhote?

09 setembro 2008

Ecografia - 20 Semanas

3 comments
Ena! Ena!

Pois é, filhão, vais mesmo ter uma mana!!!!

Depois da ansiedade, é agora tempo da acalmia e o stress a esvairem-se pelos poros da pele. Não deu para gravar no DVD, mas as fotos ficaram geniais! E foram imensas, para compensar. A tua mana estava muito bonita, e ao contrário de ti, dá chutinhos mais leves na barrigucha da mummy, mas vimos hoje que é porque ela gosta muito de lá mexer com a mão.

Comparando as medidas com as tuas, vocês dois serão gémeos!

A mummy ficou muito contente, por ser um casal e assim poder fazer totós, usar ganchinhos, comprar coisas cor-de-rosa e, nos Saldos, não ficar limitada a uma prateleira VS. 15 prateleiras de roupa.

Mas eu já comecei a avisar: vais ver que ela vai sair maria-rapaz!
=D

Sabemos que foi um dia cheio quando...

1 comments
...damos por nós a segurar a escova de dentes do nosso filho de 17 meses a um centímetro e um segundo de começar a lavar os dentes.

Bebés na Barriga - os toques

0 comments
E se...

...e se os toquezinhos que os nossos bebés dão, enquanto estão nas barriguchas das mamãs, não forem simplesmente toquezinhos ao calhas, mas sim - código morse!!!

=0

Teremos estado estes anos todos a perder a oportunidade de falar com os nossos filhos quando eles ainda estão a caminho!?
Oh! Bolas! E eu que nunca aprendi código-morse...

08 setembro 2008

Ecografia Morfológica!

1 comments
É já amanhã!

Para que serve um corredor muito comprido?...

1 comments
...para chegar a casa do trabalho depois de uma hora no trânsito caótico de Lisboa e ficar quinze minutos a passear o filhão para lá e para cá enquanto ambos imitamos o som de um jipe.

07 setembro 2008

Porque os nossos filhos detestam TRABALHAR:

0 comments
Os nossos filhos crescem a detestar trabalhar.
E a razão não é para menos.

Uma grande parte dos primeiros anos de vida, não são raras as vezes em que choram de manhã porque querem ficar connosco, e nessa altura dizemos "não podemos porque temos de ir trabalhar".

Outras vezes estão em casa connosco e, fruto dos dias de hoje, temos de lhes pedir uma hora de ausência porque temos de ir para o computador fazer horas... trabalhar.

E mais umas outras quantas vezes o telefone toca e a mãe ou o pai avisam os filhos para falar baixinho, porque o pai ou a mãe estão ao telefone a... trabalhar.

Não admira, portanto, que milhares de crianças cujos pais têm horas muito pouco folgadas de trabalho cresçam a aprender detestar trabalhar. E neste sentido não devemos descurar a inteligência das empresas americanas quando, em alturas como o aniversário dos filhos dos funcionários, Dia da Criança, Férias Grandes e época de Natal contemplam os filhos dos trabalhadores com presentes ou fins-de-semana especiais de reunião e festa pagas numa quinta ou um cheque chorudo no Natal, tudo em prol de sedução às famílias para amenizar um pouco os esforços extra que se pedem aos pais durante o ano.

Não resolve. Mas de facto ameniza. Sobretudo porque se sabe que não há mesmo remédio e cada vez trabalharemos mais, mais tempo, e com menos horários fixos.

Músicas!

0 comments
Quando se tem filhos rapazes, os "favoritos" do YouTube lá acabam por ficar com algumas coisas destas:



(muito embora só toquem uma vez por semana... e baixinho)

03 setembro 2008

2.ª Gravidez - semelhanças e diferenças

2 comments
Pois é, príncipes,
esta segunda gravidez está, até ao momento, a ser nalgumas coisas igual e noutras muito diferente da primeira. Ajudará, dizem as avós e mais umas quantas sábias de longa data, que é por ser menina. Ora, mas se assim fosse, também a azia era sinónimo de cabelo e mais umas quantas longas histórias que remontam aos bisavós e que tinham o seu "Q" de inquestionável verdade... e do nosso lado já deu para perceber que não é bem assim.

Pois vejamos como connosco as coisas estão a ser...

...Iguais:
- o peso da mummy não está em quase nada diferente
- ambos os manos deram os primeiros chutinhos às 16/17 semanas
- ambos gostam imenso de rebolar e mexer muito dentro da barrigucha da mummy
- continuamos nas mesmas perguntas da praxe, do "como será?", "parecida com quem?", "nasce às 40 ou às 38?"...
- volta e meia lá vêm as consultas em massa aos blogs e fóruns sobre esta e aquela dúvida/tema


...Diferentes:
- sentimos a mana dar chutinhos uns dias mais cedo talvez por já sabermos como é
- após leves enjoos nas primeiras semanas, o apetite tem estado bem presente na mummy
- alguns desejos têm aparecido (cerejas, hambúrgueres no pão com muito molho, ...)
- a forma da barriga está ligeiramente mais arredondada e menos 'bicuda'
- menos sono
- os pontapés da mana são mais meiguinhos
- menos ansiedade (também já com um filho temos muito mais ocupação)
- mais dores nas costas
- mais dificuldade em dormir
- peito maior
- maior desprendimento, maior relaxamento, menor controlo sobre as datas e semanas
- menos fotos à barriga...
- sensação de que o tempo está a passar muito mais depressa; voa!
- mais perguntas em comparação com o mano, como: "será que também vai detestar leite?", "será também cheia de genica?", ...

Luciana Abreu Quê!?!?

0 comments
Pois então falava-se há tempos que o novo programa de Luciana Abreu, na Sic, de nome "Lucy", seria inspirado no formato da Xuxa, a Rainha dos baixinhos.

Hummm... Depois de ver a ex-Floribella reencarnar numa versão semi-hard-core a cantar e dançar para a pequenada em mini-saia prateada e de brincos até aos ombros, lembrei-me deste clip da Xuxa, herself, dos idos tempos em que animava as manhãs do Brasil.

Acham isto parecido?

01 setembro 2008

Mais um dia cheio de ansiedades!

1 comments
Pois é, príncipes,

hoje são muitas coisas de uma vez só.
Será dia de reunião de pais sobre os requisitos para o pré-escolar, que, como é óbvio, nem eu nem a mummy conseguiremos ver; teremos de nos contentar com o resumo (quem marca uma reunião para as 4 da tarde!!!).

Segue-se depois a reunião de pais sobre o ano novo escolar. Yupii! E para culminar, consulta na médica para ver se está tudo bem com a nossa pequenininha de 19 semanas! E que 19 semanas a voar já lá vão!!!

Passa depressa, tempo, passa!
Queremos saber todas as novidades e ver a nossa pequena M. na barrigucha.

Vem a seguir um post com as diferenças entre a primeira e segunda gravidez. Até agora, com pontos em comum e outros muito diferentes!

30 agosto 2008

Como reduzimos a tosse e o refriado:

0 comments
Este exemplo serve de lição, filhão.
Por vezes há ideias que parecem parvas e nada práticas, e muito menos que funcionam; mas se pensar é fácil, por vezes é também um acto de preguicite. Não há como experimentar.

Para tentarmos conter a tua tosse de meia em meia-hora durante a noite, percebemos desde logo que parte do problema é que transpiravas imenso das costas, ficando depois ao longo do tempo mais fresco, mas no entretanto a pele resfriava do suor e... claro, lá vinha a tosse.

Vai daí, colocámos uma minúscula toalhinha nas costas, debaixo da camisola do pijama. E não é que tem funcionado!? A tosse rediziu-se para menos de um terço, acordas com menos expectoração e de facto no resto do corpo estás óptimo, era mesmo nas costas que estava o problema.

Assim não tens roupa a mais em lado nenhum, e controlámos os resriados nas costas.
=D

27 agosto 2008

E já começaram as tossiqueiras...

2 comments
Pôxa, filhão, ainda Agosto e as tosses roucas já começaram!?

Deitamos-te na cama e, desde logo, começas a ficar muito quente e suado. Tenhas calcções e t-shirt, tenhas pijama de algodão de manga. Tudo igual. Por-te roupa de cama por cima é para esquecer. Desatas logo aos pontapés e tiras tudo. Mesmo estando ferrado no sono. como consegues? Não faço ideia!

E vai com isto, as costas depois arrefecem e lá começaste tu já a ficar com uma tosse rouca e expectoração. E esta noite o dormir foi para o galheiro. O teu e o nosso. Mas incrivelmente, mesmo amargurado de sono, de manhã, acordas e rabujas um bocadinho, e depois disso, eis-te a sorrir cheio de vida e alegria, como quem diz:
- "Bom-Dia, Mundo! Que bom poder-te descobrir mais uma vez. 'Bora lá brincar?"

26 agosto 2008

1.º Dia de Escola

0 comments
Foi um fartote!
De manhã, ficaste muito tristonho pela mummy te deixar na escola sem bem perceberes o que se passava, mas ao longo da manhã arrebitaste e os teus amigos e tutoras encarregaram-se de ajudar a que ficasses bem à vontade.

Quando a mummy te foi buscar, fizeste questão de lhe pegar pela mão, ir buscar a mochila e mostrar os sítios novos com que estavas maravilhado, desde a casinha colorida, passando pelos brinquedos novos, as camas, a sala de muda-fralda, o WC, e não deu para ver o refeitório, mas a tua monitora S. contou que tiveste de te destacar dos demais e comer metade da refeição pela própria mão! Olé!

Enfim,
como corolário do dia, tal era a genica, que não dormiste o dia todo, viste para casa excitadíssimo, tomaste banho e, depois disso, toca de vomitar o jantar, fazer birras de sono consequitivas, insistir em contrariar os pais, asneirar a torto e a direito, não querer comer e engolir um biberão inteiro de água. Valeu a paciência da avó e as cantilenas, que te enganaram e ajudaram a comer a janta.

Depois disso, upa pra cama!

E novamente a genica, e mais genica e mais genica e mais genica e mais genica e... de repente... puff.





Adormeceste.

:)

Regresso Às Aulas !!!

0 comments
É hoje!
Mas apenas para ti, filhão, que a mana ainda é muito pequenininha e tem de estar a dormir muitas horas na barrigucha da mummy.

Já irás para uma sala nova, mantendo a monitora e auxiliares que tão bem conheces e de que gostas. Vais ter mais janelas e, sobretudo, muitos brinquedos novos! Credo!!! Nem quero imaginar a tua reacção quando descobrires tanto brinquedo novo, sobretudo até ao final desta semana, tempo para desbravares caminho e experimentares tudo com muito tempo.

IRás também, certamente, ter alguns amiguinhos novos, e não sei se não será necessário que comeces a usar bata. vimos as clássicas de xadrez à venda no Jumbo, mas eu acho sempre que seria muito mais cool se vendessem batas inspiradas em super-heróis. Seria muito mais fixe ires todos os dias com uma bata 'a la' Batman, ou Buzz Lightyear, ou mesmo SportBilly. Já para nem falar no sucesso que farias junto das miúdas! Ó pá!

25 agosto 2008

Conselho para os meus filhos:

0 comments
nunca confiem num homem que calça meias cor-de-rosa.

19 agosto 2008

A Vó Já Tem Internet!!!

1 comments
Oba!
Agora é deixá-la experimentar e treinar, para logo, logo ficar um ás e te ensinar a ti e te mostrar os vídeos e músicas de que gostas tanto.

Como Cresces!

1 comments
Tem sido impressionante ver-te crescer, Martim!

Nestas últimas duas semanas parece que te desenvolveste como em 3 meses!!!
Fazes raciocínios já impressionantes. Esquivas-te de forma inteligentíssima ao que não queres. E mesmo na mobilidade física andas muito solto. Falas muito. E sempre muito, muito alegre e feliz. Chega a ser confrangedor. Olho para ti e penso: Pôxa, porque é que nós, adultos, não acordamos assim!?!?!, imediatamente a sorrir!?!?! E saltamos da cama a querer descobrir mais e mais do mundo, e voltar a estar com os nossos brinquedos!?! Porque é que andamos sempre tão carrancudos e de mal com a vida e com o mundo e com os outros!?!? Porque não nos divertimos mais!? Tal como tu! Tal como todos os bebés!

O Regresso à Rotina

1 comments
Bah...

Pois é, filharrões,
o regresso à rotina é duro, duro, duro.

Amanhã, terça-feira, será um dia dificílimo.
Os papás voltam ao trabalho, e a estar convosco apenas umas horinhas por dia.
Bem, pelo menos o pai, porque a mummy ainda tem a barrigucha 24h/dia.

Uff...
Porque não ganhamos o Euro-Milhões, caramba!

VISEU - compras

0 comments
Pois é, filharrões!

Viseu é mesmo uma excelente cidade para compras.
Aqui em Lisboa tudo desaparece num ápice.
Basta o vislumbre numa montra da palavra PROMOÇÕES para tudo desaparecer. Quando a palavra chega a SALDOS, já entremos na roupa dos 5 e 20 euros, mas já praticamente nada de jeito existe.

Bah!

Bem podemos pegar no carro e sair da cidade e andar uns bons quilómetros, porque em Lisboa nada se encontra que valha a pena.

Em Viseu, contudo, em plena semana do 15 de Agosto, pudemos dar um pulo à ZARA e encontrar peças de colecção a 1,95 euros! E não era uma prateleira mixuruca ou um varão miserável de roupa suja e pisada. era roupa mesmo! Muita roupa. Coisas giras e boas. Variedade.

Puxa, não ficasse tão longe e quase valeria a pena lá dar uma saltada para almoçar no Cortiço e ir depois dar um giro pelos Saldos nas lojas da cidade.

08 agosto 2008

2 dias

1 comments
Já só faltam 2 dias para estarmos contigo, filhão!!!

=D

06 agosto 2008

Já mexe!!!

2 comments
Hoje vimos a barrigucha da mummy a mexer!
Muito de leve, umas borboletazinhas muito à flor da pele.
E enquanto isso, tu, filhão reguila, nem deste pela falta dos pais. Antes, deliciaste-te com os mimos das avós e, sobretudo, com mais uma pratada de arroz de pato da avó!
Sais mesmo á tua mãezinha...
=D

05 agosto 2008

Pa-pa-pa-pa-pa

2 comments
Pois é, filhão,
o que tu mais dizes agora é isto. És capaz de passar horas a fio com este “pa-pa-pa-pa-pa”. Ora serve para me chamar a mim. Ora para chamar a atenção. Ora para dizer “popó”. Serve para tudo.

A mana está ainda a fazer uma barriga muito elegante na mummy, que já começa a ficar ansiosa por nunca mais poder exibir um barrigão proeminente. Há-de vir o tempo. Por ora, é o calor que já começa a assolar à pele. Não pelo verão, mas sim porque a gravidez, por mais que seja algo diferente da tua, traz algumas coisas que não mudam mesmo. E o calorzão é um deles.

De resto, mimo em excesso não te tem faltado. Alguns dias no Centro com a avó e bisavó já trouxeram beijos extra, mais um fim-de-semana com o tio e primas. Mas esta semana será extrema em antípodas:

- nos próximos 4 dias será a primeira vez que ficarás tu e nós sem nos vermos. As saudades vão ser difíceis e a distância também. Para ambos.

- No oposto, estarás no Norte com as duas avós, avô e bisavó sem os constantes pedidos dos pais para ter tento nas doses de mimo.

Vamos torcer para que corra tudo pelo melhor.

30 julho 2008

Vem aí mais um herdeiro!

8 comments
Pois é,

ao longo das últimas semanas as coisas têm-se desenvolvido naturalmente, tanto que por aqui no blog fui escrevendo os posts sobre a vinda do mano/mana do Martim naturalmente, mas sem publicar.

Quer dizer, ainda houve um dia em que por engano publiquei um dos posts, mas graças a um comentário fui a tempo 'escondê-lo' novamente.
=P


3 meses e 1 semana depois, volto hoje ao blog e toca de publicar os cerca de 10 posts já escritos e que poderão encontrar se forem pesquisando para trás.

À partida, médica obstetra e médico responsável pela ecografia não deram a certeza, mas apontam que poderá ser uma menina. A data prevista para o nascimento é 23 / 24 de Janeiro. E é claro que estamos mais do que felizes.

Está a ser uma gravidez em quase tudo diferente: sem grandes enjoos, com muito apetite, com alguns desejos e, dado o trabalho mais intenso da mummy, mais preocupada também.

Há o perigo de despedimento no horizonte. Em Setembro, depois dos próximos 15 dias de férias, a mummy irá contar à chefia do facto consumado e, por conselho de uma amiga próxima, enviar uma carta também. Registada. Nada de e-mails, que já não é a primeira vez que a empresa trata de fazer 'desaparecer' os e-mails.

O contrato de 1 ano termina em Março e claro que estamos com muito receio da reacção da administração, que nos últimos meses tem demonstrado com as atitudes tomadas ser tudo menos compreensiva, democrática e de séc.XXI.

Também estamos pouco alertas dos nossos direitos, e iremos tratar de nos esclarecermos na Segurança Social, muito embora eu ache que se as empresas querem, despedem mesmo. E depois nós que tratemos de perder tempo e dinheiro nos advogados...
Vamos a ver.

Agora é mesmo é tempo de apreciar a barriga a crescer. Tirar as fotos do costume. Relembrar o que ainda há tão pouco vivemos e que parece já estar tão esquecido. Preparar-nos para mais um filho muito querido que queremos se junte ao Martim para brincar em plena alegria inebriante, tal qual a genica infindável que tem o irmão.

A partir daqui e em diante, então pois, já virão mais posts com as novidades.

E o título do blog, esse, já mudou, obviamente.
;)

28 julho 2008

Virose?

0 comments
Pelo que me disseram no infantário, anda por aí uma virose parva que dura sensivelmente 3 a 4 dias e que os médicos nada podem fazer, senão recomendar paciência.

Os sintomas são de facto os que tem tido o Martim.
Pontadas de febre, tosse e resfriados, falta de apetite.
Recomendações: paciência, líquidos, mimo, dormir.

Vamos a ver se hoje a coisa melhora.

Se também os vossos petizes assinalarem estes sintomas, fiquem alerta.

27 julho 2008

Será Dentes?

2 comments
Pois é, filhão,

desde há 3 dias que o ritmo é o mesmo:
andas mais irritadiço e queixas-te mais facilmente. Comes também menos. Começaste a espirrar várias vezes ao dia e com expectoração associada. Mais ainda, pelas 2 da manhã, ficas com febre de 38 e pouco, pelo que o ben-u-ron é imperativo e daí em diante soltas a febre toda, encharcando a cama de suor. Hoje de manhã a expectoração vinha com vestígios de sangue.

Do que conseguimos ler e falar com a Saúde24, não é de alarme, muito embora a expectoração indicie normalmente que há infecção a caminho. Recomendaram-nos uma visita ao médico. Os vestígios de sangue podem dever-se às narinas fragilizadas, em associação com o tempo mais quente e seco. Mas nada como confirmar com o médico.

Líquidos; quentes ou mornos. E manter o soro fisiológico abundante.

Hoje é domingo e veremos como as coisas evoluem. Amanhã na certa que há pouso no consultório...

21 julho 2008

Serafim & Companhia

0 comments
Para quem duvidava do facto, fica aqui a confissão:
Sim, é possível os pais curtirem uma música para crianças ao mesmo nível dos filhos.

Desde que descobri esta duas músicas do SERAFIM & COMPANHIA é ver-me e ao Martim em pleno despique para provar quem curte mais e sem pausa alguma!
=D

SERAFIM & COMPANHIA - Pela Estrada Fora



SERAFIM & COMPANHIA - A Ritinha (Tem Um Ratinho)

As primeiras reacções, e os primeiros receios

0 comments
Este fim-de-semana foi tempo de dar a boa-nova aos primos P., R. e M.

O método foi muito simples:
a mummy estava sentada no chão a brincar com o Martim, e em volta todos íamos olhando a brincadeira de ambos e a ver se a M. também alinhava. E nisto, bastou-me dizer:
-"Martim, onde está mana? Mostra aos primos onde está a mana!"

Singelamente, logo paraste de arrastar o carrinho e esticaste a mão para fazer uma festinha na barriga da mãe. E foi com total incredulidade que se criou um micro-segundo de total silêncio, para logo depois tomar conta da sala a alegria e os parabéns.

São estas reacções doces e festivas que nos deixam ainda mais felizes.

Claro que toda a preocupação das contas está sempre presente. Isso, e as condições de trabalho da mummy, que nunca sabemos como na empresa irão reagir após comunicar que a gravidez.
As coisas estão más, e um emprego hoje é um bem escasso. Ainda para mais na área de formação. A ver vamos se a empresa assume uma postura digna ou se tudo fará para empecilhar o futuro de uma criança neste mundo e da restante família também...

17 julho 2008

Ecografia - É Hoje!!!

0 comments
Estamos mesmo muito ansiosos.
Na primeira consulta, com a obstetra, estava tudo muito bem com o bebé.
Mas receios são receios. E ansiedade é sempre ansiedade. O tempo passa e queremos cada vez mais depressa estar sempre a ver os nossos filhos.

São os novos tempos.

Há alguns anos, as nossas mães espreitavam-nos apenas no dia do parto, e hoje, contudo, estamos em permanente alerta, querendo ter uma janela na barriga para dizer "olá!" aos nossos filhos a toda a hora. Confortando-os a eles e, claro, a nós também.

15 julho 2008

Faltam 2 dias

1 comments
Faltam 2 dias para a ecografia.
Já quando estávamos na gravidez do Martim, a semana anterior às ecografias era de enorme ansiedade.

Esta quinta-feira virá, portanto, a verdadeira primeira ecografia, onde o nosso mais pequenino já conta com quase 13 semanas.

Talvez pelo facto da barriga ainda se notar pouco, ou talvez porque é simplesmente um receio habitual e que nós já esquecemos que "faz parte", seja como for não conseguimos deixar de estar a contar as horas até ao dia.

Como estará o nosso pequenino? Estará tudo bem? Conseguiremos já ver se é rapaz ou rapariga?

Corre, tempo! Corre!

13 julho 2008

12 Semanas e a Barriga deixa a mãe preocupada

0 comments
Pois é, filhos,
a mana/mano está na barrigucha da mummy há já 12 semanas, mas o tamanho da mesma deixa a mãe preocupada, porque acha que já deveria estar maior.

Na quinta-feira haverá ecografia. Valha-nos isso. Lá vai o DVD RW para guardarmos as imagens do que desejamos seja um cenário perfeitamente normal, sereno, tranquilo, de paz, onde tudo esteja bem com o nosso mais pequenino.

Vamos por estas alturas olhando as tuas fotos, Martim, relembrando o que eras também nesta altura, ainda na barriga. E dando depois um pulo para o tempo de há 1 ano atrás, e é como se não fosse um ano, mas dois!

Meu Deus!!!
Como é isto possível!?
Como cresceste tanto!?
Como tanto já mudou!

Olhamos depois a barriga da mummy e fazemos o exercício contrário, imaginando daqui a 2 anos como todos estaremos, e desejando do fundo do coração que estejamos simplesmente bem, felizes, de sorriso nos lábios e a viver a vida em pleno.

Por ora,
a mummy lá vai sentindo os seus receios que esperemos não passem disso, e na quinta-feira venha a segunda ecografia.

O Pior Pesadelo de um Pai

0 comments
Pois é filhão,
os domingos têm destas coisas.
Passamos todo o final de sexta-feira e mais ainda o sábado e domingo inteirinhos contigo, e agora que as doze badaladas de domingo se aproximam, é com um aperto no coração que os minutos passam.

Sabem cada vez menos bem as horas longe de ti. Talvez porque cada vez mais te entregues às maiores brincadeiras e as conquistas sejam diárias, fascinantes e mais que muitas. Mas aquela frase de elevador em que todos nós suspiramos pelo euro-milhões faz, de facto, todo o sentido, verdadeiramente, sinceramente, totalmente.

E no entretanto, outro aperto na garganta.
Olho para ti a brincares na tua cadeirinha das refeições, enquanto eu e a mummy acabamos de jantar. E vem-me ao pensamento o pior pesadelo para qualquer pai: não conseguir dar o melhor para os seus filhos.

É claro que a noção "do que é o melhor" é muito relativa e varia de pais para pais, mas eu vejo o melhor como simplesmente o natural: não passar necessidades básicas, ter conforto, segurança, carinho, educação, diversão e, acima de tudo, a nossa presença.

São valores básicos, fundamentais, e contudo alguns deles cada vez mais difíceis de conseguir.

A educação, onde um colégio privado pode ser bom ou péssimo, e onde uma escola pública pode ser excelente ou péssima, é o melhor exemplo. Tudo depende. Não há certezas absolutas. Mas qualquer pai gosta de poder decidir sem entraves perante uma situação difícil, não estando obrigado à subjugação de uma situação inevitável.

Poder decidir.
Ter latitude para.
Autonomia.
No fundo, é isso que todos os pais de hoje procuram.
Numa palavra: Segurança.

Sabermos que não estamos cada vez mais limitados mas sim que podemos e temos amplitude para decidir, optar, escolher. E ter esta liberdade é, de longe, um grande contributo para se viverem os dias mais desafogadamente.

08 julho 2008

Quase, quase 12 semaninhas!

0 comments
Pois é bebé,
são quase 12 semanas.

As preocupações no trabalho do paizão foleiro e o teu mano cheio de energia por vezes roubam-nos o tempo devido ao milagre da vida que aí está, em ti, a nascer um centímetro mais a cada semana que passa.

Hoje andei a espiolhar no Google imagens de bebés com 12 semaninhas, nas barriguchas das suas mãezocas. E é bom, ver estas imagens, porque conseguimos visualizar-te ainda melhor, imaginar, sonhar... E a primeira eco é já para a semana, aí sim, com imagem de ti, do nosso segundo bebé que muito desejamos.

Estarás, então, com 8 centímetros!
Isto foi o que encontrei na net a resumir tudo:

4º mês lunar - 13ª semana
O bebê pode chegar a 78mm de comprimento e pesar em torno de 20g.O feto está completamente formado, cabeça e corpo estão ficando proporcionais.Agora se inicia a fase de maturação dos órgãos. Engole líquido amniótico e o excreta como urina no próprio líquido que é renovado a cada três horas. O útero ocupa a parte superior da pelve, mais ou menos 10cm abaixo do umbigo. Alguns quilos a mais aparecem e a irritabilidade diminui. Fique atenta a todos sinais de seu corpo.

A mummy anda muito contente porque, ao contrário do teu mano, estás a dar muito menos enjoos. Apenas pelas 19h começam a aparecer em força, e por vezes são mesmo relâmpago! VVVUUUOOOWWWAAASSSSHHHH! ...

... quando damos pela mummy, já ela está na casa-de-banho.
=\

De resto, a barriga está perfeitamente idêntica à gravidez do mano. ainda não notámos diferenças. Dizem que fica maior mais cedo, mas para já, está a ser igualzinho.

Espero que estejas muito, muito bem aí dentro, quentinho e seguro.
Cá fora o mundo espera. Mas terás imenso tempo para estragar os cortinados, móveis e até arreliares com o mano por causa dos brinquedos ou do comando da televisão.




CARROS

1 comments
Eia, filhão!

Pois então não é que, finalmente, conseguiste ficar 15 minutos inteiros a ver um filme!? E qual haveria de ser? Pois bem, só podia mesmo ser o "CARROS"!
=D


Pela primeira vez, ficaste absorvido pelas personagens e completamente enredado nas imagens. Rias-te sempre que apreciam os teus favoritos (o vermelhinho e o dentinhos), e para além disso vibraste a bom vibrar com a corrida final.

És, definitivamente, um fã de carros e de bolas.
(já para não falar que ultimamente só adormeces agarrado a um dos teus popós!)

03 julho 2008

Finalmente uma noite em cheio!

2 comments
Pois é filhão,
pela primeira vez desde há muito tempo, dormiste uma noite inteirinha!
=D

Talvez tenha ajudado um dia inteiro onde apenas dormiste uma sesta curtinha, e o facto de termos tido a visita do teu tio Fred que já assinalou a marca dos 31 aninhos.

Claro, tu também já és grande! Claro que sim.
Mas foi pena estares tão, tão, tão KO que já não pudeste assistir ao apagar das velas.

Estes próximos dias, no entanto, serão para acompanhar com cuidado os milímetros da tua pele porque na creche já nos avisaram de um caso de escarlatina e outro de varicela...

-.-

27 junho 2008

Manos

0 comments
Pois é filhos,
hoje com a visita do padrinho do Martim, começaram as primeiras reflexões sobre o tema.
A mummy pegou ao colo na vossa prima e eis que tu Martim logo ficaste de olho pespegado na situação. Não sei que estarias a pensar, mas de facto ocorreu-me logo que a tua prima nos braços da mummy poderia ser a tua mana/mano, e de súbito foi como se já me visse daqui a 2 anos a esta parte.

Nunca, em tempo algum, me imaginei há sequer 4 anos como pai de dois filhos. A vida ainda só então começara a ficar mais cor-de-rosa, com o reencontro com a vossa mãe. E no entanto, estes anos volvidos, e graças a ela e ao seu amor, a nossa relação cresceu e eis-me aqui, com um filho de 15 meses e um bebé a crescer lindíssimo na barriga da mãe, perfazendo hoje já 10 semanas.

Nem sei bem o que pensar.
Temo apenas pelo futuro, relembrando o caos do mundo que a cada dia se agudiza mais e mais.

Faço por esquecê-lo rapidamente. Aproveitar a hora presente. Aproveitar o agora. Aproveitar o "já". Aproveitar o instante que não volta nunca mais.

Os dias virão e não faço qualquer ideia de o que o futuro nos reserva. Mas se a fé em nós e se a nossa união nos trouxer as pequenas grandes alegrias como até aqui têm acontecido, será certamente um tempo maravilhoso. E às dificuldades que aparecerem, só vejo, cada vez mais, uma única solução possível: o apoio incondicional da família. Sem ela, somos muito menos. Menos homens. Menos gente. Menos seres humanos. Menos alma.

Os Primeiros Passinhos!!!

1 comments
E foi hoje, filhão!
=D

Ao início da tarde, agarrado ao teu copo de água numa das mãos, eis que deste os teus primeiros passinhos totalmente sozinho. Foste de um quarto para o outro, o corredor todo, a cozinha em todo o comprimento, e, claro, excitadíssimo, a rires-te com mil gargalhadas em total estado de plena felicidade.

Ao final do dia, o teu padrinho já te encontrou mais tímido e cansadito, ams ainda assim deste um ar de tua graça.

Levantas-te já de uma forma mais ágil e sentas-te igualmente como um raio, sem hesitar.

Só as noites, essas malandras, te fazem acordar pelas 2 da manhã e ficas por vezes hora e meia no acorda-adormece e a chamar por nós de cada vez que despertas. Não admira, portanto, que hoje eu e a mummy nos atiremos á cama à mesma hora que tu.

Farras de sexta-feira?
Pois sim...

25 junho 2008

9 semanas e 4 dias!!! Já aí vens! =D

0 comments
Pois é filhão, vais mesmo ter um mano/mana!!!!

A consulta correu muito bem.
A médica obstetra da mummy encontrou logo o bebé na barrigucha, e o coraçãozinho ali estava, a bater, pum-pum-pum-pum. A dada altura um bracinho se levantou, como a acenar "Olá! Estou a caminho!", e claro, a felicidade foi suprema.

Hoje ao longo do dia ainda me lembrei várias vezes, por causa da tradição familiar da mummy: "pôxa... e se são gémeos?".

Falizmente está tudo normal. Quer dizer, falta agora fazer o rol de exames, mas o peso da mummy é igualzinho ao da tua gravidez e apenas os enjoos são menores, aparecendo sobretudo pelas 19:30h / 20h.

É um grande dia de S.João!
As avós nem queriam acreditar, sobretudo a tua vó Tilde, que só depois do paizão insistir mu(uuuuuuuuuu)ito é que lá resolveu cair em si e acreditar. =D

24 junho 2008

Um Dia Decisivo - Ecografia 8 Semanas - SERÁ?

0 comments
Hoje é mais um daqueles dias.
Pode ficar a saber-se tudo, ou nada, ou assim-assim.

Não sabemos se tens um mano ou mana a caminho, mas a verdade é que o PREDICTOR já nos avisou de que a mummy está, pelos vistos, gravidíssima.

Falo com mil cautelas porque, da primeira vez, também tudo apontava para tal e, no entanto, tratava-se apenas de um ovo branco, o que nos deitou profundamente abaixo e frustrou todas as expectativas e alegrias. O desconhecimento e o excesso de confiança levaram-nos a ter um baque ainda maior, pelo que agora estamos, pelo outro lado, muito, muito cautelosos.

Ao contrário da primeira vez e do trauma que foi passar por tudo aquilo, pelo menos agora conforta-nos saber que a mummy está com muitos enjoos, tal como aconteceu com a tua vinda.

Logo mais, pelo final da tarde, há consulta na obstetra e possível ecografia vaginal. Esperemos que tudo esteja bem.

19 junho 2008

De volta de férias - E Agora?

2 comments

Pois é filhão, agora custa! E como!

Foram quase duas semanas de 24 horas inteirinhas a vivê-las contigo.
Coimbra, depois mar e praia, e depois Porto.
E agora: a labuta! De volta à labuta. E tu de volta ao infantário. Ai...




Podia ter sido pior. De manhã contou a tua amiga A. que custou um pouco, mas à tarde já estava tudo nos conformes. Continuas a comer melhor na creche do que em casa (arroz e almôndegas e ainda sopa, sempre a abrir!) e todos notaram que voltaste mais mimalho e chuchão.



Dar os primeiros passos?
Humm... devagar, devagarinho, com cautela, muita cautela!



A experiência da areia foi similar a muitas outras crianças: primeiro estranhaste, e depois não querias outra coisa. Muito nojentinho ao primeiro dia, super-cauteloso ao segundo e a partir do terceiro adoravas mexer e atirar a areia. O pesadelo, para nós (claro está) era quereres levar tudo à boca.








O mar, esse, estava revolto e agreste, com rebentação sonora e violenta. Mas como nunca viste outro, presumo que para ti não fizesse qualquer espécia, uma vez que não tinhas ponto de comparação. Seja como for, o medo era algum, e só ao colo aguentavas estar ali. Mas aprendeste a palavra num instante e não te chateavas de estar ali perto da espuma das ondas por tempos infinitos. O iodo, esse, fazia maravilhas: toda a ranhoca cá para fora!!!


O problema foi mesmo o dormir.


Como a casa não tinha persianas, mas apenas portadas, a partir das 3 da manhã havia sempre alguma claridade. Isso, e a excitação da praia, e está-se mesmo a ver o resultado: durante 3 dias, toda a gente ali em casa tinha de estar acordada até às 5 da manhã, altura em que o cansaço vencia tudo.

Uff!

06 junho 2008

Venham as Férias!

2 comments
=D

Dormir Sozinho - Regras

3 comments
Graças aos vossos sábios conselhos e dicas, e ainda a uma leitura por alguns pediatras do momento e seus ensinamentos, já nos foi possível dar uns passitos em frente, e com isto o Martim já começa a entender-se melhor com a noite e o sono.

Do que muitos de vocês falaram e do que lemos cá em casa, eram comum dois pontos:
- regras
- disciplina

Passámos a juntar todas as dicas que nos pareceram mais úteis e realistas ao nosso caso.
Estamos todos os dias a acalmar o Martim pelas 9h30, 9h45min, e depois deitamo-lo na caminha dele, sem brinquedos nenhuns, apenas o seu ursito de companhia. Vemos um ou dois livros, e após isso, apagamos a luz ténue que ainda restava no quarto.

Nos primeiros dois dias foi duro, porque o nosso herói logo se levantava e queria brincar mais, mas com insistência e determinação e muitos mimos ele hoje começa a perceber que assim que a luz fecha, é mesmo para deitar. Ao fim de 4 dias, creio que é uma conquista enorme!

Ainda um de nós fica no quarto, com ele. Mas ontem praticamente a presença já não precisou ser física. Já não precisámos dar-lhe a mão ou fazer festinhas. Bastou estarmos ali, e ao fim de uns minutos o nosso pimpolho já ressonava.

Acreditamos que vão haver contratempos e um dia ou outro a coisa pode correr menos bem, sobretudo com as férias, mas no essencial aprendemos com as ideias e experiências de todos vocês que sim, o principal nesta fase de habituação ao dormir sozinhos não é deles, é mesmo nosso, os pais.

Um pouco de rotina com regras mais ou menos estritas, disciplina e pouco coração de manteiga e com conversa meiga mas firme o Martim está a começar a chegar lá.

Obrigado a todos, portanto!!!
=)

01 junho 2008

Adormecer Sozinho

7 comments
Pois é, filhão,
tem sido muito difícil ter um horário rígido para o teu adormecer.
Isso e chegar a uma estratégia clara para te começares a habituar a adormecer sozinho na tua caminha.

Chegando a casa pelas 18h e jantando nunca antes das 20h, a hora do acalmar tem rondado as 21h e o adormecer pelas 21h30 ou por vezes 22h. Ou seja, há dias em que às 21h30 já dormes profundamente, mas também há dias em que já passa das 22h e estou eu e a mummy a revesarmo-nos de paciência há mais de uma hora para te conseguir adormecer!!!

Ler-te histórias, cantar cantigas de embalar, mostrar-te um livro, deitar-te connosco, ... nada! Por vezes, parece que tudo o que nós fazemos para te adormecer só te desperta gargalhadas.

O esquema natural e que ainda vai resultando é: um pouco de colo e embalo às escuras (mesmo às escuras), e quando já os olhos fecham deitamos-te na cama. Mas isto está no fim. Já pesas bastante, e o tempo é de começares a ganhar autonomia. Contudo, as ainda poucas tentativas de te pôr na cama e ter-te aí a adormecer não têm resultado senão numa imensa caminhada onde fazes tudo, menos acalmar e dormir.


A minha pergunta é:
- E convosco?
- A que horas conseguem adormecer os vossos filhos?
- Que técnicas usam?

29 maio 2008

Os brinquedos preferidos por vezes são escolhidos assim

0 comments
Toca de te marimbares para os brinquedos em cima do teu tapete de actividades.
Quer dizer, até lhes ligas, e adoras brincar com eles, mas simplesmente por vezes decides irromper pela casa fora e, vai daí, há uma coisa ou outra que te atrai a atenção e com a qual te demoras horas e horas.

Uma delas são molas da roupa.
Ora bem, que miúdo não adora as tão perigosas molas de roupa!

E desde que começas a dar os teus primeiros passos, sempre agarrado a qualquer coisa e muito, mas mesmo muito cauteloso, viraste-te para os bancos de 4 patas da IKEA! Ficas em completo estado de êxtase! É o delírio!

Agarras-te a duas das patas e aqui vai disto. Empurras o banco casa fora e sais disparado a CORRER!!! Qual cautela, lá se vai toda a cautela! Ficas louco e desvairado, ris-te a mil, e corres a dez mil! Ficas nisto uns bons minutos, e já te desvias dos móveis, dás meia volta, páras, arrancas, tudo sozinho. Mas aqui o paizão foleiro ainda não aguenta não estar sempre atrás, não vá alguma acontecer de repente...

Hoje lembraste-te de dificultar o cenário. Colocaste um carrinho da Imaginarium em cima do banco, e empurravas pela casa até o carrinho cair; depois paravas, cautelosamente baixavas-te e apanhavas o carrinho, e voltavas a empurrar, tentando não deixar o carrinho cair!

Uau!

Para gáudio meu e da mummy, isto cansar-te-ia de tal modo que adormecerias num ápice................... . São neste momento 23:18h e eu estive meia-hora a tentar adormecer-te. Mais não consegui que amolecer-te. Passou a vez da mummy. Faz agora 5 minutos que não te ouço rir.

Será que já posso lançar foguetes?
=)

Dentes

0 comments
Os dentes vão-se somando, filhão.
Os dois de cima foram os primeiros, quais sacholas.
Seguiram-se os de baixo e, a julgar pela pele cozida em volta dos lábios, vermelha e Cheia de borbulhinhas, creio que vêm mais a caminho.
O Halibut estava a melhorar qualquer coisa, mas essa saliva ácida estava dia a dia a ganhar espaço.
Felizmente que na escolinha o creme de lá é bem mais eficaz (Cica-qualquer-coisa).
Deram-nos um pedacinho num boião, que trouxémos para casa, e as melhoras já estão à vista!

Falar a língua dos animais

0 comments
Olá filhão,
pois é,
desde há quinze dias para cá:

Como faz o papagaio da vizinha?
(tu) - Há! há! há!

Como faz o cão?
- ûm, ûm, ûm

Como faz o leão?
- Hááááááááá!

Como faz o gato?
- meeeee...

Como faz a vaquinha?
- muuuu.

E hoje foi assim:

Como faz o pato?
- Quá, Quá, Quá!

=D
Mais um animal para a conta!
Para 14 meses, nada mau, já saber falar a linguagem dos animais, hein!?

19 maio 2008

Mais tempo, mais tempo, mais tempo

0 comments
...o meu reino por mais tempo para estar contigo!

18 maio 2008

Aos Avós

0 comments
Olá filhão,

infelizmente nunca foi possível conheceres o teu avô materno. Faleceu já há alguns anos. Não muitos. Mas tudo o que te podemos mostrar e passar do teu avô Amaral será sempre uma infinitésima parte minúscula do que poderias descobrir se ele estivesse connosco.

E digo-te isto de coração sentido, porque olhando para trás, nestes 14 meses de vida cheia que tens tido, foram os teus avós quem têm sido mais próximos, afectuosos e extremamente protectores quanto à tua saúde, felicidade e futuro.

Não podemos queixar-nos de absolutamente nada. Tens, de facto, uns avós absolutamente maravilhosos. E também eu e a mummy só temos a agradecer a ajuda e apoio que nos foram dando sempre. Tirando essa mão enorme deles, teria tudo sido terrivelmente difícil e, nalguns casos mesmo, creio até insuportável, tais foram algumas duras provas que tiveste de enfrentar.

Seja como for, em muito temos a agradecer, em especial, à tua avó materna. Sem o teu avô, tens sido tu uma enorme companhia para ela, e estando ao seu cuidado e apesar das dificuldades que ela tem, foi sempre capaz de te dar o melhor. E por melhor repara que digo mesmo o melhor. Toda essa vida incrivelmente inspiradora e enérgica que tens, sem qualquer dúvida que muito se deve a ti e aos teus avós, muito particularmente à tua avó Milu.

Em todas as tardes que passou contigo, nunca uma única vez se queixou e nem uma única vez caiu na tentação de ter entreter mais facilmente obrigando-te a dormir ou ligando-te a televisão. Dormir e ver televisão são, aliás, para ti, duas coisas sem as quais passas facilmente.

Adoras brincar, mexer-te, correr, gatinhar, atirar os balões ao ar, correr com os carros e, claro, sempre connosco por perto, sempre atirando-te a nós, interagindo imenso e começando desde muito cedo com um raciocínio lógico absolutamente espantoso e surpreedente. Falar, cantar, dançar, são para ti actos de explosão e de expressão naturalíssimos. E creio que em muito deves estar, tal como eu estou, agradecido à tua avó.

Aos avós, a todos mas sobretudo aos teus, só espero que estejam connosco muito e muitos anos mais, porque é de todo uma infância muito mais rica e cheia que terás quanto mais tempo passares com eles, os ouvires, conheceres, descobrires.

Aproveita!
Ao máximo.

09 maio 2008

Meu Deus!, como isto agora está a andar tão rápido!!!

1 comments
Xi, filhão!!!
=0

Como é que hei-de dizer... tudo agora está a evoluir tão rapidamente!

O gatinhar assumiu variantes estranhíssimas, contigo a querer já pores-te de pé. Tentas empoleirar-te sobre os puffs e cadeiras e até já tentaste subir os degraus do escadote. =0

Os vocábulos aumentam de dia para dia, e sobretudo tornam-se mais claros e ditos de forma mais expressiva.

Os dois dentes de cima, duas valentes enxadas, já se vêem à distância. Os dois de baixo já espreitam; um quinto começa também a querer romper.

O que nós fazemos, tu já imitas na perfeição instantaneamente, sem vacilar; enviar beijinhos, bater palminhas, acenar xau-xau, tapar os frascos, beber água com as próprias mãos, encaixar peças, pôr a mão sobre a nossa para passar a fruta e a sopa com a varinha mágica, ligar e desligar os interruptores, etc.

Mais do que as naturais conquistas, é avassaladora a velocidade com que agora, todos os dias, mostras uma nova descoberta, um gesto que antes não conseguias e agora repetes até à exaustão.

E a prova desse maior à-vontade com o mundo está também na intolerância. Dependes cada vez mais da exploração. Um dia fechado em casa é já uma árdua tarefa. O simples aproximar da porta ao final da tarde desperta-te berrinhos e gemidos de ansiedade, e quando te ponho o casaco e te levo a ver as prateleiras do supermercado, a rua e os cães que os outros passeiam, essa meia-hora ao final do dia a viver mais do mundo é, de repente, para ti, como o maior espectáculo pirotécnico do planeta para os nossos olhos de adultos.

06 maio 2008

Fernicoques!

1 comments
Olá filhão,

serve este post para te dizer apenas que o paizão é um foleiro tímido e todo embevecido e derretido e apaixonado por ti. Então não é que hoje, ao chegar a casa, vejo a tua mummy à janela a dizer-me que tinhas descido no elevador com a avó para me vires receber à porta do prédio? E eis senão quando, a meio caminho, dou por mim todo nervoso, com borboletas na barriga e a ajeitar a camisa e o cabelo tal qual como fazia a dois passos de me ir encontrar com a tua mãe quando namorávamos!

É extremamente engraçado! Mas calculo que venha também a ser extremamente embaraçoso, daqui a uns anos, recordar isto!

Não deixa de ser curiosa esta reacção de antecipação em êxtase do nosso corpo, qual miúdo apaixonado, felizes nós também, pais babados, da mesma forma. Feliz e inebriada ainda mais a alma, com essa antevisão da tua recepção calorosa ali a dois passos, junto à porta, a vir-me receber de braços abertos e com o sorriso mais terno e luminoso do universo inteiro!

Ah, a felicidade!...
E ainda para mais hoje, um dia tão complicado.

04 maio 2008

Quase a terminar

0 comments
Já te levantas bem, já tentas estar mais à vontade e dominar melhor o equilíbrio do teu corpo.
As associações de ideias somam-se a uma rapidez assustadora. Ligas extremamente bem os símbolos e conceitos, e a memória parece estar de excelente de saúde, porque ao fim de 3 semanas sem veres a tua avó, quando a reencontraste foi um sorriso de orelha-a-orelha e uma satisfação enorme.

E agora que a tua avó chegou, o tempo poderá esticar mais um bocadinho, com a mummy e aqui o paizão a poderem brincar mais contigo e a termos também alguns minutos extra para ambos. A mummy anda muito cansada, menos tolerante e por vezes mais chatita, porque de facto não é fácil esta fase, em que ainda andas a 1000 à hora e tens estas noites tão, tão difíceis e que ainda nos desgastam mais do que já estávamos, ao fim do dia.

Mas esta fase está quase a terminar...

Penso nos próximos meses, que nos restam. Passarás a somar mais alguns vocábulos e mais uma vez, mais um bocadinho, deixarás de ser inteiramente nosso e a pertencer cada vez mais ao mundo, a explorar mais o planeta, as pessoas e a viver cada vez mais livremente.

Aos olhos de qualquer estranho ou extra-terrestre, isto parecerá ridículo. Mas para qualquer pai não é. Qualquer pai e mãe sabe como a mais pequenina migalha de ti que deixa de estar ao nosso cuidado, que ganha maior independência e passa a conseguir prescindir de nós, é uma migalha que gigantemente nos assola e devora de pavor.

Ninguém quer deixar de ser pai e mãe inteiramente, mas a cada mês que passa é isso que eu vejo, que cada vez que te ensinamos mais do mundo e da vida, tu cresces e ganhas mais autonomia, segurança e liberdade. E essa lição só pode servir para duas coisas: manter esse bom caminho e aproveitar ainda mais e mais e mais os momentos do presente.

Dentinhos

0 comments
...e já lá vão 3!
Os dois de cima, grandões, já espreitam cá fora.
E em baixo há um alvadão que já te provocou uma pequena constipação com uma laringite à mistura, isto já para não falar nas noites mal, mal, mal dormidas, a teres de migrar para a acama dos pais pelas 2 da manhã.

A par disso, é um calor imenso que te assola e te piora a tosse, passando a vida a suar.

28 abril 2008

Dormir!? Dormir para quê!?

3 comments
É possível adormecer às 10h da noite e contudo passar a noite inteira a acordar e a dormir pessimamente mal e de manhã e ao almoço e à tarde conseguir resistir e ainda assim não dormir nem um único minuto e estar de bem com a vida e sem sono até às tantas da noite sempre a brincar, isto com apenas 13 meses!?







R: sim, é possível.



(s-u-s-p-i-r-o)

Os Teus Melhores Amigos

0 comments



São sem dúvida os carros, os popós!
E então este, vermelho, estrela de filme e tudo, o qual já tens três exemplares diferentes, tem sido um sonho! Adora-lo, leva-lo para todos os cantos da casa, ris-te de cada vez que o reencontras e julgavas esquecido, atira-lo para debaixo dos móveis e ali ficas horas e horas à espera que nós o vamos buscar, fá-lo deslizar pelo chão e acompanhas com um sonoro e ao mesmo tempo tímido "brrrruuuummm".

19 abril 2008

Chicco - 20% Desconto - Almada Fórum

2 comments
20% Desconto
Só este fim-de-semana.
Almada Fórum.
Em todos os produtos na loja.

;)

16 abril 2008

Porquê?

3 comments
Porque é que com o raio da chuva e desta humidade parva vêm imediata e fulminantemente logo as complicações respiratórias!? Porquê!? Porque é que todos os miúdos ficam fanhosos e repletos de expectoração e dormem pessimamente, passando a vida a tossir!? Porque é que não podem estas maleitas atingir-nos apenas a nós e deixarem-nos a eles dormir sossegadamente, repousando de metas e desafios que durante o dia os fascinaram e deixaram exaustos!?

Porquê!?!?!

10 abril 2008

Novas aventuras e novos mundos!

2 comments
Têm sido dias cheios de novas descobertas, filhão!

Balões:
Adora-los!!! e mais: eu que até tinha algum receio pelo facto de um dia um balão rebentar e puderes ficar assustado para todo o sempre, eis senão quando rebentas um entre as mãos e... desatas-te a rir!!! E nisto, agora, sempre que vês um balão só queres ir lá apertá-lo e espremê-lo e fazer tudo para o rebentar.

Molas da roupa:
as tuas melhores amigas; metes na boca e esfregas as gengivas com os dentitos a romper; atiras ao chão; brincas com elas;

Correr:
pego-te pelas mãos e ajudo-te a andar pela casa mais depressa; ficas doido de prazer; velocidade é contigo - definitivamente!

Carrinhos:
desde os carros na rua, aos autocarros, aos carrinhos aqui do pai foleirão e já velhos, passando pelo carro (carro mesmo!) e chegando até ao teu mais que utilizado carrinho réplica do filme "Cars", da Pixar, que tem corda nas rodas e ainda hoje resistem (belo McDonalds!!!), tudo o que envolva as 4 rodas te chama a atenção e te consegue captar os guinchos mais contentes do mundo.

Sentares-te; Levantares-te:
seguras-te pelas mãos no sofá ou no pufe, e eis que te levantas, para gáudio teu; mas depois deixas-te cair de rabo, para novo gáudio teu; não sabemos como, mas a verdade é que adoras isto!

Pocoyo e Noddy:
os teus melhores amigos; vê-los deixa-te sempre bem disposto.

=)

08 abril 2008

Bolinho de 1.º Aniversário

0 comments
Que bom, filhão,
pelos vistos o teu bolinho de primeiro aniversário fez mesmo sucesso.
Para as mamãs e papás babados que queiram saber onde se esconde o talento, ele dá pelo nome de Bolos da Célia, e podem ver este modelito, bem como outros igualmente muito tentadores, aqui:
http://amagiadoacucar-primeiroaniversario.blogspot.com/ »

06 abril 2008

Bolo de Aniversário

2 comments






E eis para mais tarde recordar as fotos do teu primeiro bolo de aniversário,
um tremendamente fantástico bolo de aniversário !!!

=D

BSE - carne de vaca

1 comments
Fomos também alertados pelo pediatra a deixar a carne de vaca.
Pelo menos para os próximos tempos.
Apenas se for de um talho de extrema confiança.
Por enquanto, preferir carnes magras, de aves.

Razão?

BSE
Ainda nada está claramente provado e muito menos o perigo afastado.

=S

Leites. 12 meses em diante

0 comments
E como a intolerância à lactose parece já ter passado, o pediatra deu a luz verde para introdução do leite de vaca. Vigor. Do dia. Gordo.

Não conseguimos o Vigor, e portanto veio Mimosa.
À noite, com papa, mandaste-nos passear.
Mas à tarde, fresquinho e bebido pela colher, bebeste 20 ml pela primeira vez como se fosse um doce manjar.
Sais ao pai.
Nada de leite simples e quente. Fresquinho é que é bom, não é filhão!?

Os leites com sacarose foram todos eles desaconselhados pelo pediatra. Não por serem maus, mas por poderem induzir a maus vícios do palato, o que potenciaria mais tarde auma preferência por sabores sempre adocicados e, um dia não havendo leites desses, seria o bom e o bonito.

Vamos continuar com a introdução do leitinho Vigor ou Mimosa, até percebermos como gostas dele, e daqui a uns tempos passamos a introduzir então o Häagen-Dasz. Ooops!!!, digo o Matinal, o Matinal! Era o que eu queria dizer!

04 abril 2008

E aí vem o primeiro dente!

0 comments
E como tu não podias deixar de ser diferente até nisto, eis que aí vem o primeiro dente... de cima!

Pois é,
nada de ficar a mostrar os pequeninos incisivos de baixo.
Tinhas que inventar uma jogada qualquer diferente.
Agora o cenário que se afigura para daqui a um mês é, portanto, o de aspecto de coelhinho.
Mas conhecendo-te como conheço, será certamente coelhinho reguila.
Muito reguila!!!
=)

31 março 2008

Primeiro Sono de 1 Aninho

2 comments
Bom-dia, filhão!
Ó pra ti a dormir de manhãzinha, exausto, depois do teu primeiro aniversário!
=D



30 março 2008

PARABÉÉÉÉÉÉNS!!!!!!

0 comments
1 ano.
Pôxa, filho...
1 ano!

E como tanta coisa mudou em 1 ano! Como tanto do mundo eu redescobri. Como eu pensava que sabia de tanta coisa, e afinal de tanta coisa eu sabia tão pouco. Como tu nasceste. Como tu cresceste...
Caramba, como tu cresceste!

Num ano a Terra rodopiou sobre si mesma e deu mais uma volta em torno do Sol.
Tu não viste. Nem eu, que as horas voaram e quando eu e a mummy olhámos de novo o relógio -- puf! -- tinham passado 365 dias! Xiii... Foi ontem que estávamos tão ansiosos por te ver, por te descobrir carne na carne, pele com pele, os olhos nos olhos. Passou tudo tão depressa. Mas ao mesmo tempo, nunca um ano foi tão imensamente, tremendamente e opulentamente rico, farto, cheio, intenso, único, especial, mágico!

Desde o ano em que pelo destino reencontrei a tua mãe que não vivia dias tão preenchidos, tão repletos de sustos e surpresas, repletos de sonhos e receios, dias queridamente desejados para viver juntos.

Foram estes os dias meigamente passados na serena tranquilidade das coisas simples, dessas que fomos fazendo aqui em casa, na rua, junto de amigos, dos avós, tios, padrinhos... Coisas tão normais e banais e que eu tenho a certeza daqui a alguns anos olharei para trás com a maior saudade, tendo a absoluta certeza de que foi neste ano que, uma vez mais, experenciei a felicidade, lhe toquei não ao de leve mas fundo no quente da carne das mãos, apertando-as às minhas com a força de mil explosões de estrelas do universo.

Creio que quando se é mãe, e se é pai, aí verdadeiramente nos sentimos vivos; talvez até pela constante eminência da tragédia a cada esquina como também pelo limiar da doçura da felicidade que nos transborda. Cada experiência nova que vivemos com os nossos filhos deixa-nos êxtasiados. E cada nova etapa é iniciada com tanto de receio como de ansiedade.

Tal como já te escrevi, filhão, ser pai é reaprender a ser. Ser. Ser assim mesmo, do verbo "Ser". Ser-se. A si, a ti, aos outros. Damos por nós a viver de uma forma que aparentemente em nada é diferente. Mas vamos notando diferenças. Aqui e ali. Achamos que mudámos, mas não assim tanto. E de repente, passados estes 12 meses, olhamos para trás e damo-nos conta de que sim, mudámos, e como! Somos diferentes. Não foi o rio que passou por nós. Fomos nós que num ano inteiro deslizámos muito mais depressa que a corrente e descemos o vale até muito mais longe do que alguma vez fôramos.

Mudámos.
Oh, se mudámos!
Uns de nós mais pacientes aqui, outros menos tolerantes ali.
Mas todos, para um lado ou outro, mudámos.

Poderíamos, e certamente teríamos, mudado de qualquer forma. Mas não assim, não desta forma, DESTA forma que só os pais se dão conta quando recuam um passo atrás e, em pleno aniversário, olham o seu filho em plena alegria a celebrar o seu primeiro aniversário e notam, com a luz do dia mais claro, que a Vida irradia muito mais sentido quando se está assim, em pleno risco, em pleno abismo, em plena construção, em plena reconstrução, nesse dá-e-recebe de quem quase tudo depende de nós, nesse observa-e-ajuda de quem nos é tudo.

É precisamente esse valor incalculável dos nossos filhos, de ti, filhão, que é tão difícil alhear. É tomarmos consciência de que, por mais que queiramos, chegará o dia em que deixarás de ser 'nosso'. Aliás, é precisamente perceber que somos nós, eu e a mummy, muito maus 'teus' do que o inverso.

Talvez este primeiro ano seja mesmo isso, essa aprendizagem de como precisas de tanto carinho e tanto mimo, e contudo nada mais é do que uma breve passagem, uma passagem de alguns anos que num sopro passará depressa e tão rápido.

O primeiro ano, entre milhares de tantas outras coisas, acho que mais do que qualquer outro (talvez até pela velocidade com que mudas e cresces e te transformas) creio que é o ano em que nos damos conta de que temos mesmo que aproveitar o Tempo, porque esse, sem sombra de qualquer dúvida, esvai-se, esfuma-se, desvanece-se.

E que ano! E que Tempo! Que momentos irrepetíveis, inigualáveis e únicos todos nós, pais, temos a fortuna de poder viver na pele e na alma e no coração neste primeiro ano, o ano de todas as descobertas.

Tuas.
Como nossas.

 

de pai para filhos Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez