08 novembro 2009

50% Desconto Brinquedos Continente

1 comments

E pronto, fui mais entre os milhares que lá derreteram uns valentes euros nos brinquedos para os putos. Nossos e dos outros.

Se eu podia viver sem comprar tanto brinquedo em desconto? podia, mas a conta bancária não era a mesma coisa...

via N97

05 setembro 2009

Colchões de Criança

1 comments
E agora?
em plena escolha de camas, surge a dúvida: espuma, látex, ou molas?

=\

29 agosto 2009

Imagens da imaginação de um pai

0 comments
Já por aqui falei do que um pretendente a pai acaba, invariavelmente, um dia, por sonhar. No top de imagens está claramente a primeira vez que ouve do seu filho a palavra pai, mas empatada com a primeira vez que pai e filho jogam ambos à bola.

E se o primeiro lugar fica empatado, já no segundo posto tudo é claro: lavar o carro!

E que pinta foi, filhão!!!
Depois de bem lavado com a pistola de água, ainda assim lá te decidiste e agarraste no pano. Indo e vindo sempre para a mesma porta, até acabar a água na bacia, eis que a porta da frente acabou por ficar brilhante.

O calor ajudou, com a água a escorrer-te pelos braços como bálsamo. E esse olhar compenetrado e em busca de aceitação e reconhecimento dão bem conta do quanto nós, pais, temos de cuidar tão de nós. Pois que tanto da nossa imagem e viver vocês nos sorvem tão inteiramente.

16 agosto 2009

Um dos sonhos de um pai

0 comments
...é decididamente o de imaginar-se a jogar à bola com o seu filho. E apesar de ainda só ires nos 2 aninhos e meio, já pudemos estar os dois a jogar na relva com a bola de praia.

E sim, é verdadeiramente como um pai sonha: maravilhoso. Divertido e fabulosamente maravilhoso. Talvez seja isto o que se chama, afinal, de Felicidade.


via N97

13 agosto 2009

Ai tão bom, as férias!

1 comments
E há lá coisa melhor que estar 24 horas com os nossos filhos?

A praia aqui por cima tem estado supimpa. Nem demasiado quente nem demasiado húmido. QB, que é como se quer nestas alturas.

O mais velho tem umas pequeninas borbulhas de cabeça branca no topo das coxas e de manhã já chorou para o chichi da manhã. Na farmácia dizedm-nos que se é só de manhã o mais provável é ser um fungo da areia. Vamos ver como corre amanhã. Por precaução hoje evitámos a praia e pusemos agora à noite canastene.

A princesa, por seu lado, tem dormido muito menos durante o dia, adorado passear e ainda mais os mimos do mano.

E com isto passaram-se uns bons pares de dias e nem demos por elas.

Quando é bom é sempre assim, não é?

02 agosto 2009

1 Semana sem ele... Aguenta-se?

1 comments
Pois é, meu pequeno príncipe,
pela primeira vez estaremos uma semana inteirinha sem ti.

Mais difícil para a mummy, claro, que aqui o paizão foleiro já por algumas vezes teve de estar ausente e já se foi habituando.
Mas à mummy isto soa tudo a novo.
Têm sido sempre 24 sobre 24 horas. Sempre contigo, a mimar-te, cuidar-te, proteger-te, alimentar-te, ...

E agora, aí foste tu, todo contente e entusiasmado, para casa dosa vós, mexer nas formiguinhas, nos patos, na terra, na relva, na água, no cão, no gato, nas minhocas, nos bichos, ...

Até agora, é um silêncio estranho que se apoderou da casa, sobretudo agora que a Mati dorme.

Ui, isto não é mesmo a mesma coisa!
Mas só lhe faz bem.
E a nós também.
Há que pensá-lo.
Aqui e acolá quebrar a rotina só faz bem.

01 agosto 2009

Os amores das crianças

0 comments
Acho que o nosso mais velho não vai ser grande galã e ter lá muito sucesso com as raparigas. A julgar pelas primeiras aproximações ao sexo feminino, pelo menos, a coisa não me parece que vá ser famosa...

Ainda hoje, deambulando pelo supermercado, esse harém de pais e mães com seus filhos por onde ele bem pode escolher à vontade, eis senão quando se detém e se junta a uma mãe com duas filhas, uma de 4 e outra de 2 e meio.

Claro que durante um bom quarto de hora foi com elas para todo o lado. Mas para quem, de longe, assistia a tal espectáculo, o cenário era entre o hilariante e o assustador.

Assumindo com total convicção a postura de dinossáurio, abrindo a boca, emitindo grunhidos e outros tantos sons e gestos mais parecidos com os homens das cavernas do que com os extintos gigantes, as pobres das raparigas passaram a andar mais agarradas às pernas da mãe do que nunca. Sobretudo a mais pequena que, chegando nós ao pé deles, ficou-nos a fitar com ar suspenso, como se dissesse "que mosntro é este que vocês estão a criar?".

Claro que para ele o sucesso da operação foi total!
A pose, os ruídos, o agitar do corpo, as pernas abertas e a passada larga...

Creio mesmo que o nosso petiz veio a julgar que arrasou.
O que nem é de todo mentira.
Arrasou sim, mas com toda e qualquer assumpção delas sobre a possível salvação do sexo oposto.

Algum dia tinha que ser...

0 comments
No supermercado, com o mais velho, junto das águas.
Aproxima-se uma senhora, que também hesita na escolha da marca. E nisto, ele nem pestaneja; olha para ela e aponta para o rabo e diz:
- gorda!

-.-

Algum dia tinha que ser a vergonha...

28 julho 2009

Camas de crianças

4 comments
Onde compraram as vossas camas para os vossos filhotes?

queremos uma cama para os dois, daquelas com gavetões em baixo, depois uma cama a meio de gavetão e outra cama por cima.

Vamos manter o escritório/quarto de visitas, que dá jeito para arrumar tralha e ter cama-extra para receber as avós.

Mas camas como esta acima, andam, pelo que vimos, pelos 750 a 950 euros.

Há mais?

Histórias

0 comments
Pois é, príncipes,
vocês não páram de crescer!!!

A Mati já parece que se quer por a andar pela casa! Ainda mal fez 6 meses e já se senta, já interage extremamente bem com tudo, já percebe certas ligações lógicas e acho que vai preterir de faalr primeiro para conseguir por-se de pé.

O senhor Martim, esse, anda um tagarela!
Já foi ao cinema e adora filmes (pois claro).
Já deu, aqui em casa, para tirar conclusões e perceber que os filmes da Pixar são mesmo os melhores. São educativos (muito!) e têm muito poucas cenas violentas e agressivas. Já filmes como, por exemplo, a Idade do Gelo ou o Shrek... bem, é melhor nem falar...

O Martim já adora sentar-se na cama a "ler" os livros e a ser ele a contar as histórias. Sobretudo se estiver com a mana na cama com ele, a quem vai mostrando as figuras e trocando livros. sim, porque a mana não é de se ficar quieta. Isso de estar a ver não é com ela. Para TUDO tem que estar a interagir com as coisas. Mexer. Ter. Experimentar fisicamente.

E isto em apenas 6 meses!
Raios.
O tempo voa mesmo...

Vem aí!!!

1 comments
Pois é, príncipes,
vem aí priminha nova!

=D


yeiiiiiii!!!!!

20 julho 2009

A vossa Bibó

1 comments
Olá filhotes,
a vossa bisavó faleceu nesta última noite, domingo.
Estava bem. Até muito bem, para os seus bem resistentes 86 anos.
Mas partiu.
Ainda vão poucas horas e aqui o pai não sabe bem como reagir.
É um soco que nos vai atingindo, em câmara lenta.
Ficamos no limbo.
Revêm-se fotos.
Passam momentos pela memória.
Frases.
Gestos.
Lembro-me tão bem de tantos gestos e expressões e frases e histórias e nomes de pessoas que ela sempre voltava a contar.
E das mãos!
E as lágrimas aproximam-se quando me recordo dela convosco, como sempre tive seguro que ela viria mais vezes a Lisboa e vos veria crescer, ouvir dizer o nome dela, contar-vos histórias, entrar para a escola, ...


A vida, infelizmente, às vezes é assim.

19 julho 2009

Associações rápidas...

1 comments
- Martim, vamos ao shopping?
- Nããão!
- Brincar no parque, e nos escorregas?
- Não.
- Não queres ir ao shopping?
- Sim.
- Então?
- Batata frita!



=P

14 julho 2009

A nova inquilina cá de casa

2 comments

Graças à Desigual, a casa ficou mais pequena e a carteira com menos alguns euros.

Ainda não lhe demos nome, mas a ovelhinha cá de casa já ontem fez sucesso tal que o nosso príncipe durante alguns minutos levou-a para o quarto e não saiu dali, sentado no chão, uma mão na ovelha e a outra a segurar um húngaro.

Vamos lá ver agora é se o bicho, na falta de erva cá em casa não me começa a comer os tapetes...

via N97

13 julho 2009

Semana de comidas

0 comments
Pois é, princesa,
as últimas duas semanas foram de grandes progressos e surpresas.

Primeiro, começámos com o teste da papa, algo que não adoraste propriamente...
Depois a tua avó lá descobriu que conseguias comer melhor se te dessemos a papa de forma a que pudesses chupar da colher, em vez de engolir.

Mas pelos vistos a tua aparente esquisitice não tinha mais nada a ver senão com a papa que escolhêramos. Mudámos a papa e já começaste a comer melhor. Ou então já estavas a começar a ambientar-te ao sabor e gestos.

Mas ainda assim havia OUTRA grande surpresa pela frente!

A tua mãe, este sábado, fez uma sopa juntando:
alface
batata doce
cenoura
abóbora

Claro que o sabor ficou mais parecido com fruta de sobremesa do que sopa, mas a verdade é que comeste as DUAS doses que estavam na panela. E no dia seguinte, a mesma coisa!

Confirma-se, por isso, aquilo que o pai já suspeitava: és mesmo um bom garfo, e ainda nem sequer chegámos à parte dos crepes com chocolate quente e chantilly...


via N97

06 julho 2009

Refilices e Pedinchices

0 comments
Pois é, filhão,

não páras!
é tempo de praia e sol (pouco) e férias, e tu lá nos vais surpreendendo com as tuas maluqieiras.

Ultimamente, contudo, nem sempre coisas fáceis:
- voltaste a acordar a meio da noite duas e três vezes e não páras de chorar, só querendo a cama dos pais
- pedinchas muito
- fazes imensas fitas
- continuas péssimo para comer

Fora isto, ainda não és fã da praia, mas até gostas da areia; a água é que, seja ela de mar, piscina ou micro-lago, nem vê-la.

Caroçito

0 comments
Pois é, princesa,

de há uma semana para cá sentimos um pequenino caroçito junto ao teu mamilo direito; parecia não estar a aumentar, mas hoje achamos que está liegeiramente maior.

Já nos disseram que normalmente são pequenas gordurinhas e que passa. Mas ainda assim, não creio que iremos deixar a consulta médica de lado.

A ver vamos...

Muitas novidades

0 comments
Pois é, meus príncipes,

os tempos têm sido de muito trabalho e novidades e não sobeja para tudo.
Tem ficado por actualizar este nosso cantinho, mas passo a passo a ver se reponho aqui os vossos passos nesta fantástica Vida que têm agarrado tão bem, para nossa felicidade de pais.

20 junho 2009

Pimpolhaaaaaaaaaaaaaa

1 comments
Já te sentas, filhotaaaaaaa!!!!
=D

Inacreditável!
Talvez tenha sido o ar das férias no Algarve, não sei. O que é um facto é que desde há um par de dias que já te tentas erguer e, com uma ajudinha, lá o consegues. E depois é ficar a ver-te, na espreguiçadeira, toda entretida a mexer no pianinho e a ver tudo em redor com imensa curiosidade.

É tão bom reviver estas coisas!...

11 junho 2009

Férias, praia e... areia

0 comments
Pois é, meus príncipes,
A praia suscita reacções muito diferentes nos nossos filhos - vide: vocês!

Se a dona Maria adorou estar nem que fosse dentro da tenda e apesar de todo o calor, já o senhor Martim... Ui! Nem pé na areia! Até isso já esqueceu como é bom. Nada. Só meia calçada durante uma boa hora e se possível com sandália ainda! Credo...

Valeu depois a distracção de comer uvas para tirar meias sem dar por isso.

Contudo, fica para a história da praia da falésia o relanbório de choro que foi aproxinar-se o senhor Martim a 20 metros da água - 20 metros!!!

R. via nokia5800

04 junho 2009

O Que Querem Para Ti

0 comments
Pois é, príncipes,
o mundo é meio lixado.
É mesmo.
Este é dos melhores conselhos que vos posso dar para vocês lerem daqui a algum tempo.
Quer dizer... o mundo é fixe.
As pessoas é que as há cada vez mais lixadas.
Mas como dizem os franceses, c'est la vie. Há que aprender a viver com isso.

Por outro lado, aprender a viver com isso nem é o problema.
O problema é mesmo conseguir perceber a tempo e horas o tipo de pessoas que está à nossa frente para evitarmos cair na esparrela de estarmos a emprestar o nosso melhor casaco a quem só o quer para nos vasculhar os bolsos (esqueçam esta parte meio complicada; daqui a uns anos percebem estes trocadilhos).

A verdade é que me dou conta hoje de algumas conversas que tinha com o vosso bisavô. Já morreu. Mas as conversas que ele por vezes (raras) lá se atrevia a ter, estão gravadas.

Numa delas, a coisa desembocou mais ou menos nisto:
- "Mais importante do que perceber o que querem de ti, é perceberes o que querem para ti. A resposta a essa pergunta dir-te-á que pessoa é essa, se quer o teu bem, ou se apenas te quer para o bem dela."

Ainda hoje me recordo disto - "O que ele quererá para mim?"
Lembrem-se do que dizia o vosso bisavô.
Ele podia ter uma forma esquisita de comer, nunca misturando arroz com carne ou peixe e comendo sempre tudo separadamente. Era um homem simples. Mas nisto de bons conselhos, sabia o que dizia.

03 junho 2009

A primeira história

0 comments
Pois é, filhão,
depois dos livros ao deitar (sempre 3 ou 4, não há hipótese), eis que andavas a ameaçar desde há 3 dias e desta foi mesmo de vez.

Sempre a lembrar a personagem principal, e nisto depois de uma pequena birra ficaste ao meu colo. Eis senão quando começas a sussurrar, em nova noite:
- lobo mau...
- gostas do lobo mau, filho?
- shim.
- gostas da história do lobo mau?
- (mexes a cabeça a dizer que sim)
- lá na escola a susana conta-te a história do lobo mau?
- a paula.
- ah, é a paula que faz de lobo mau?
- shim.
- e queres que o pai te conte a história do lobo mau?
- onde está o lobo mau?
- o pai conta-te a história, então.
- o lobo mau?
- está na floresta. vai para casa fazer ó-ó- Mas antes...


...e nisto lá começámos a nossa aventura pela história do lobo mau e do capuchinho vermelho com imensos detalhes adulterados face à péssima memória do pai.

27 maio 2009

Cusco

1 comments
Pois é, filhão,
pareces estar a desenvolver uma arte extremamente difícil, mas de forma muito mais habilidosa que o pai. Mas muito mais!!!

Ainda nem 2 anos e meio tens, e já consegues estar com um olho no burro e um ouvido no cigano. É que por mais distraído que estejas, nunca deixas de ouvir o que a mummy ou o pappy estão a falar! E é impressionante! Apanhas tudo!!! Mesmo quando sussurramos ou falamos em meias palavras, consegues identificar o contexto e daí exclamas imediatamente as palavras-chave do tema em conversa.
=0

Um fenómeno...

Já começámos, por isso, a ter muito tento na língua na tua presença.
Isto começa cedo, começa...

E as coisas cá vão andando

0 comments
O calor finalmente parece ter chegado.
As tosses pela manhã, essas, continuam. Tanto no pirata mais velho como na princesa.
Vamos a ver se finalmente o tempo seco melhora por aqui em casa os bons ares...

Esta semana foi de médico, com direito a 'pica' e tudo, mas nem por isso a nossa pequenina se deixou ir abaixo mais do que umas horas. Segue já com 5.860kg e 60 centímetros. Bem haja o leite da mummy!
O problema mesmo parece ser o tempo.
É que o tempo não pára, e daqui a um mês a mummy já volta ao trabalho...

=S

18 maio 2009

Cocó no chão

1 comments
Já cá faltava.
Era uma questão de tempo...

Na escola já te têm acostumado com o uso do pote. Todos os dias, a todos os miúdos, uma vez de manhã e outra à tarde, lá vão vocês sentar-se para se habituarem.
Até aqui, tudo bem.

Mas há que reconhecer: não deve ser nada fácil.
Sobretudo em casa.
Com pai, mãe e avó a olharem-te ali, sem calças nem fralda, perna e tudo o mais à mostra.
É uma invasão de privacidade total.
Como tal, como podemos nós querer que já faças cocó e chichi no pote se nós ali estamos, a olhar-te, pressionando, expectantes?

Posto isto, nada feito - literalmente.

E vai daí, desistindo, começamos a preparar o banho.
Só que tanta espera sentado no pote não foi em vão. E alguma coisa deverá ter de facto chegado à porta.

É que, em meio minuto e enquanto a banheira se enchia, lá te distraíste e num ápice veio chichi e cocó pelas pernas abaixo e até ao chão da casa-de-banho toda, para espanto da tua mãe que só conseguia exclamar "Oh Meu Deus! Oh Minha Nossa senhooora!!..."

Está visto que uma pessoa, para fazer as suas necessidades, seja no pote ou na sanita, tem de estar em paz, com o seu jornal, em total e absoluto recolhimento.
Quem consegue fazer tendo os outros a olhar?!?

PS:
nesse dia, à noite, a dada altura começaste:
- a nossa senhora...
- quem é a nossa senhora, Martim?
- a nossa senhora...
- quem é?
- a mãe.
- a mãe?
- a mãe. nossa senhora!
- porquê?
- nossa senhora. a mãe. cocó.
- ah!...

16 maio 2009

Eleições Europeias 2009

0 comments
No carro, a fugirmos do trânsito da 2.a Circular optámos pela avenida dos Estados Unidos da América. E nisto, lá começas tu:

- mamã!!!!! Mamã!!!!!!
- Que foi? Que foi filho?
- Olha a bibó Clara!!!!!

...era o cartaz da Manuela Ferreira Leite.




11 maio 2009

Ui, Ui 'ca bom!!!

2 comments
Depois de durante alguns meses termos procurado incessantemente na Ikea de Alfragide, eis que uma passagem fortuita pela Ikea do Porto nos assegurou em bom tempo o mudador.

Já cá está, a ser usado e a ajudar mummy e pappy para facilitar os banhos e mudas de roupa, sem ter de andar a correr pela casa fria com os piratas embrulhados nas toalhas e a fugir do frio dos corredores.




09 maio 2009

O Primeiro banho, a primeira dobradinha de riso

0 comments
Pois é, princesa,
ausenta-se o pai uns quantro dias e é logo uma mão cheia de novidades!

A tua avó e a mummy, dado estares a crescer a olhos vistos, logo te passaram a dar banho na banheira grande, e a tua reacção foi simplesmente estupenda!!!
De tal forma que até chegaste a dobrar o riso, ainda mal 3 meses feitos.

Estás, cá para mim, com as feições a parecerem-se agora mais com as minhas. O que não deixa de ser curioso. Porque nas fotos, ainda te pareces muito com o mano pirata, que mantém os traços da mummy.

A ver vamos com os próximos 9 meses.

Desculpa, filho!

0 comments
Hoje, ao subires para a plataforma de um escorrega, o pai não conseguiu impedir que caísses e batesses com a cara e sangrasses do lábio.

É incrível o quanto mal nos sentimos.
Apesar de coisas como esta fazerem parte também da vida e de não podermos salvar-vos de tudo, não deixa de ser cruel para um pai quando está lá e mesmo assim não consegue evitar o pior.

07 maio 2009

Um pai faz muita falta, ai faz, faz!

2 comments
Pois é filhão,
a mati tem-se portado muito bem enquanto o pai está fors,mas pelos vistos és mesmo pirata, porque desde que o pai não está que a mummy só se queixa de que não queres comer, não queres dormir, nada. Andas o dia todo com as pilhas sem descarregar.

Nem sequer idas consecutivas ao parque + banho + andar de mota em casa (a sério que o vizinho de baixo deve mesmo ser surdo...) te têm conseguido deixar meigo e obediente.

Quem duvida agora do pilar essencial que é um pai? Ninguém mais consegue cansar os filhos senão nós!!

04 maio 2009

Um dos melhores presentes para os maridos

1 comments
Hoje não falo de pai para os filhos mas sim como marido. E de facto, quando estamos em viagem não há presente melhor de trazer connosco como o relógio. Aqui vem ele,no pulso, e sempre que olho parz ele lembro-me não apenas de ti, paixão, mas também dos nossos filhos. É hora que passa e é o fuso horário que acertamos, e nisto, sempre que olho os ponteiros, lembro-me de todos em casa onde ao mesmo tempo gostaria de estar. Por isso, em nome de todos os maridos e pais que têm de se ausentar das suas famílias, digo com toda segurança: esposas e mães, ofereçam um relógio aos vossos maridos! ;)

A primeira vez

0 comments
Pois é, Mati,
o pai está pela primeia vez de viagem e não te poderá ver nem à noite, nem abraçar-te e ter-te ao colo e nem sequer fazer-te as festinhas na cabeça como ontem tanto gostaste até adormecer.

Ainda nem sei bem o que sinto, para além da mais que óbvia saudade. A primeira vez, com o mano, foi de facto terrível. O tempo vai-nos dando calo, mas é sempre impossível ocultar esta agonia de sentir-mos que estamos longe, de que nada podemos caso surja alguma coisa.

Felizmente, a mummy é uma heroína valente que tudo pode. É o maior suporte. O pilar. A trave que nunca cede. E que quando parece ceder, só pede um mimo do pai, um beijo, uma meiguice de ti, do mano, uma festinha, uma palavra amiga. E pronto. Já está tudo bem de novo.

Pronto... Agora que falo nisto, estou cheio de saudades da mummy também!


Ai...

01 maio 2009

É oficial

0 comments
pois é, filhão,
pelos vistos já nem negas. E se tu és tímido!!!
Como tal, se não o negas, creio que o posso também divulgar por aqui neste cantinho nosso: já tens a tua primeira namorada!

Pois é, ainda mal 2 anos feitos e já deste os teus primeiros beijinhos na boca à Nônô. E não foi nem uma nem duas vezes. E quando te perguntamos pela namorada, a resposta é sempre igual: Nônô.

A escolha recaiu na rapariga loira, muito ao contrário do que te avisei filho: "never go for the blond", essa magnífica regre de Economia. O que só prova que vocês, filhos, fazem sempre o contrário do que vos dizem os pais...

Isto daqui a uns anos vai ser bonito, vai...

29 abril 2009

so far, so good

0 comments
Pois é filhão,
ao que parece, os teus cocós mal-cheirosos são mesmo e apenas mal-cheirosos.
Pelo menos a julgar pelo resultado das análises, só um ou outro valor sai fora dos valores de referência, mas sem ser nenhum dado de alarme. Veremos agora o que diz o shotôre.

Até lá,
BORGA!
Que é como quem diz, visita a casa dos avós e correria pelo quintal, entre batatas, tomates, kiwis e mais umas quantas plantas e legumes. Tudo isto, claro, com muita... terra!

=P


ai skip, skip...

27 abril 2009

Adopção

0 comments
Soubemos hoje que um casal amigo, que há alguns anos atrás houvera iniciado o processo de adpção que depois interromperam quando nasceu o mais velho, retomou o processo e vai adoptar um pequeno menino de 6 meses, já daqui a 15 dias.

Também cá por casa achamos a adopção um dos actos maiores de amor. Com tantas crianças tristemente trazidas a esta Vida no meio de problemas, é de facto uma dádiva algumas famílias poderem acolhê-las e entregar-lhes todo o divino amor que têm para dar e partilhar.

Muito se fala e se diz sobre o processo de adopção em Portugal, de onde verdadeiramente o primeiro impacto é a morosidadede, essa que assombra desde bem cedo quem quer adoptar, como se ainda reflectindo no assunto já atirassem espinhos de longe para afastar a ideia.

Enfim.
Confesso que li muito superficialmente sobre o tema, mas não consigo deixar de ficar atónito com os anos que tantas crianças têm de esperar para serem acolhidas numa família quando, do outro lado, imensos casais desesperam ao ver o tempo passar.

Alguma coisa aqui, a meu ver, não bate certo...

26 abril 2009

A Beleza

0 comments
Isto deverá ficar feio...

Toda a gente que vê fotos da Mati exalta a beleza da nossa filhota.
Claro que só lá vão 3 meses e as fisionomias mudam tremendamente com o tempo. Mas caramba, até eu sei reconhecer que olhos como os dela, e mais ainda aquele olhar sereno e altivo, é deveras miraculoso.

Começo a recear, já bem de antemão, pela adolescência dos petizes... Ou melhor, pela minha sanidade por essa altura.

(s-u-s-p-i-r-o)

22 abril 2009

Análises

0 comments
Pois é, filhão,
uma vez que os cocós mal-cheirosos não passam e manténs o percentil 0, este sábado fomos mesmo iniciar a façanha de te levar a fazer um rol de análises.

Os cocós tiveram de ir fora, porque no laboratório só aceitavam em recipiente próprio, pelo que passámos logo à recolha do sangue. aí, claro, o telemóvel com os vídeos ainda ajudou um pouco, mas o facto de teres duas estranhas a agarrarem-te no braço e, pior, estarem vestidas de bata branca, não ajudou...

Felizmente, és dos que choram mas não levantam a cadeira, pelo que não fosse a mãe ser igualmente medricas e talvez até nem tivesse sido tão mau.

Depois disso, comer. E depois disso, colocar a pastilha para análise ao suor. A boa parte veio depois, com uma hora inteirinha para brincar na sala dos mais pequeninos. E enquanto isto tudo, a mana também não se portou mal, vá lá.

A ver vamos, agora, isso sim, os resultados...

16 abril 2009

Cocós hiper mal cheirosos

0 comments
Apre, filhão, que não são nada meigos! Bem diz o médico que temos de fazer análises... =O

14 abril 2009

Das melhores coisas no mundo

0 comments
Não sei se para os outros pais a sensação é idêntica,
mas para nós, aqui em casa, dos melhores momentos do dia são as visitas ao quarto dos miúdos para lhes ajeitar a roupa da cama e dar alguns mimos enquanto dormem.

Acho que poucas imagens há que emanem tamanha tranquilidade e serenidade quanto ver os nossos filhos dormir em completa paz, nas suas caminhas, agarrados aos seus peluches de dormir.

12 abril 2009

5 Quilinhos

0 comments
Pois é, Mati!,
já alcancaste os 5kg!!!

Toda a gente vai dizendo como és parecida com o mano, e de facto até as pestanas de súbito romperam em força e estão fortes e longas. O rosto, esse, mantém-se extremamente parecido ao mano quando tinha 2 meses e meio. Mas é pena que no sono as coisas sejam tãããão diferentes... para pior.

Valha-nos ao menos que comes muito melhor.
Não se pode ter tudo.

Até agora, detestas:
- dormir
- barulho em casa
- estar ao colo deitada de costas
- mimos na cara que durem mais de 3 segundos
- que te tentem adormecer durante o dia
- estar no carro quando este está parado
- chucha

Adoras:
- que falem contigo e façam caretas
- te passeiem em pé virada de frente para o mundo
- mama
- andar de marsúpio
- banho
- bonecos e música

Depois de nos primeiros dois meses chorares perante sequer a aproximação do mano, eis que finalmente agora já vais apreciando quando ele aparece para dar um mimo, uma risada ou simplesmente para o veres a brincar.

Esforço no Trabalho

0 comments
De que serve o esforço extra no trabalho?

E a partir daqui dou por mim a entrar num sermão que se augura tremendamente chato, quiçá a falar convosco daqui a uns 20 anos, já então com mais 20 anos no pêlo de experiência laboral (espero!).

Se tal sermão fosse agora, que vos poderia dizer eu, meus príncipes?

O esforço deve ser sobretudo sentido. Acho que essa deve ser a condição essencial. Devemos fazer um esforço extra porque devemos acreditar que o nosso esforço compensa, para nós e para a empresa, grupo ou projecto onde trabalhamos. Mas também não devemos ser igualmente ingénuos. E se sabemos que o nosso esforço extra não serve qualquer propósito para o nosso emprego, porquê mantê-lo?

Isto faz mais sentido não quando se tem 20 anos e se está no primeiro emprego a part-time para pagar as férias, obviamente. Mas sobretudo quando temos filhos e chegamos a casa às 8 da noite e temos 45 minutos para estar convosco, estas coisas começam a doer...

O trabalho começa mais a ser visto como um espaço de empreendedorismo. E a verdade é que nem todos podemos ser jovesn empreendedores. Alguns de nós, pais, simplesmente não têm espaço para tal nas suas empresas. Ou porque estas não querem que os seus empregados sejam melhores mas façam simplesmente o que lhes é pedido, ou porque simplesmente não há sequer espaço.

E para ambas as hipóteses a solução é a mesma:
- dedicar-se com respeito e isenção de forma integral ao trabalho, mas reservar o esforço extra para carregar os filhos ao colo, às cavalitas, no parque ou a aprender a tabuada. Ou isso, ou procurar noutra empresa espaço para crescer, um lugar e pessoas de verdade e que saibam pelo menos recompensar o tempo que roubamos aos nossos filhos de forma, eu direi mesmo, exemplar.

Não há nada de mais violento do que o tempo com os nossos filhos que a eles lhes tiramos. Trouxe-mo-los a este mundo. E sobretudo até serem mais crescidotes, a nossa missão é educá-los, dar-lhes um futuro, transmitir-lhes os melhores valores, mimá-los, amá-los. Fazer isto sem passar algum bom tempo com eles só pode ser brincadeira.

Mas não creio que muitos chefes e gestores queiram saber disto.
O nosso esforço extra vai indo.
O retorno que o compense e sobretudo compense o tempo que retirámos aos nossos filhos, para lhes podermos pagar uma escola melhor, mais livros, um professor de música ou de pintura, tudo isso vai sendo miragem. E pior: de súbito o esforço extra passou a ser considerado o esforço normal, que sob pena nenhuma deve ser baixado.

E explicar-vos isto, meus filhos?
Muito difícil...

Quem sabe, daqui a 20 anos, este país seja melhor gerido nas suas empresas e nada disto faça mais sentido senão como uma má memória do passado.

06 abril 2009

Atenção Mamãs!

1 comments
Para convencerem os pais a se atirarem de pés e cabeça à árdua tarefa de adormecerem os vossos bebés rabujentos, vestirem os travessos ou mudarem a fralda aos que fogem dela a sete pés, só há mesmo uma solução: o jogo.

É que nós somos mesmo assim, levados da breca.
Homem que é homem precisa de ter essa afinidade com o seu lado viril. Para nós não vale de nada a história de dar miminhos e de isso ser o suficiente para pôr os filhotes a dormir. Para nós, nada de mais estimulante existe que não seja o desafio: Em quantos minutos consegues adormecer a bebé hoje? Será que consegues que ela coma a papa toda? Hoje irás bater o recorde e vestir o nosso filho em menos de 4 minutos?... Coisas assim.

Por isso, se querem que nós sejemos os primeiros a pegar nos filhotes e a empreender o total de energias é lançar-nos na psicologia desportiva e verão como damos o nosso melhor de forma orgulhosa!
=P

30 março 2009

2 aninhos... deixaste de ser bebé?

1 comments
Pois é filhão,
deixamos portanto de contar os meses, e a partir de agora passamos a contar apenas os anos.
Passa para a mana a contagem dos meses e tu já segues adiantado nas tuas traquinices.

E que 2 anos, caramba!
Este aniversário custou tormentas ao pappy.
A trabalhar, ao contrário do ano passado, vi as horinhas todas a dobrar e revivi à flor da pele aquele mágico dia 30 de março.
O ano passado já te ias segurando de pé.
Hoje corres pela casa feito doido.
Já falas pelos cotovelos.
Já comes chocolate.
Já fazes fitas e jogas com os humores dos pais.
Já te aproveitas das nossas fraquezas.
Já guinchas que quase nos furas os tímpanos.
Já danças que nem uma mola.
Já tens quase os dentes todos.
Já vês os livros e adoras que o pai interprete e assuma vozxes para as personagens.
Já escrevinhas risquinhos e círculos.
Já reconheces o "O", "1", "2", "A", "M", "P" e volta e meia já o "E".
Já chegas com os pés aos pedais do triciclo.
E há tanto mais que em dois anos de repente... puff, já cá está.

Deixaste por tudo isto de ser bebé?
Nada disso.
Creio que para qualquer pai, por mais barba que venha a ter, nunca um filho deixa verdadeiramente de ser o seu bebé que segura entre braços e adormece à noite na cama com toda a ternura.

Tcharan!!!! E eis que aqui o pai mudou o design do blog.

1 comments
Pois é, filhos meus,
a mummy já há muito que achincalhava o pai sobre o abandono em que andava o blog.
Por isso, em dia de aniversário, eis que o paizão foleiro se deitou a trabalhar até tarde e socorrendo-se de uma template por aí na web lá conseguiu por isto a funcionar tudo direitinho.

O antigo layout, esse, aqui fica para mais tarde recordar:



Aos amigos e família que diariamente e simpaticamente visitam este cantinho, espero que também gostem.

(psssst: já viram que a roupa estendida é de menino e menina? nada ficou esquecido =P )

29 março 2009

2 Anos

1 comments
Faz agora dois anos que o dia, uma quinta-feira, estava a terminar.
Esperaste que o pai e a mummy terminassem de celebrar o seu dia de namoro e pouco depois da meia-noite iniciaste a tua viagem de entrada neste mundo.

2 anos!
Já vais fazer 2 anos.

Há 2 anos pensava que muita coisa iria mudar, desde o meu trabalho ao trabalho da mummy, e contudo, como a vida nos pregou partidas.

Há 2 anos não imaginava sequer que em menos de 2 anos seríamos 4!

E contudo, cada vez mais que te olho e seguro ao colo e agarro com força entre braços e vejo a tua irmã, só penso:
- o mundo podia ser tão diferente!
Temos feito tanta coisa mal.
Isto podia ser tanto melhor.
Como é possível que nós, adultos, estejamos a fraquejar tanto, e a deixar a vida do bem comum entregue tão displicentemente?!

Poderíamos ter ganho tanto em tempo uns com os outros. No esclarecimento do nosso papel, da nossa missão como seres humanos, como espécie, como grupo, como um todo. Deixámos para trás momentos bem negros. Mas verdadeiramente ninguém deixou ainda de temer um regresso, tais são os fantasmas ainda presentes.

Vamos vivendo.
As regras que regem coisas tão simples como mérito ou recompensa são tantas vezes defraudadas.
E nós, pais, dizemo-vos a vocês, filhos, não como o mundo funciona, mas como idealmente deveria funcionar. Depois vocês chegam uns anos mais tarde e descobrem que as coisas não são bem assim, que afinal há umas nuances diferentes. E mais uns anos depois a confusão é total, porque umas vezes é, outras não é, e ninguém sabe para onde isto vai...

Gostava de te poder oferecer, amanhã, no teu aniversário, um presente enorme com imensas e boas certezas quanto ao futuro de nós como país, como sociedade, como seres humanos. Infelizmente, até há 2 anos atrás eu pensava poder contar com tantas certezas, e eram apenas meia dúzia de coisas e pessoas, e no entanto tanto parece ter falhado.
Mas outras nem tanto.
Outras permanecem sérias, boas, fortes, vivazes, inspiradoras.

E é precisamente aí nessas excepções que tem que residir a nossa força e a nossa esperança.
Nesses vislumbres de luz, por onde metemos a mão e sentimos o calor amornar-nos a pele sem queimar, porque do lado de lá não está qualquer miragem nem luz plástica, mas uma outra mão.

Tens sempre as nossas, filho.
Terás sempre as nossas.
As nossas mãos, quentes, estão sempre aqui para ti.
Para dançarmos, ampararmo-nos, levantarmo-nos, mimarmo-nos.
Sempre aqui.

26 março 2009

Corte de Cabelo

0 comments
Desta vez, decidimos que não dava mesmo. O corte tinha de ser feito por profissionais, que já chegava dos típicos esquartejamentos feitos pelo pai e mãe.

Posto isto, a mummy colocou o nosso petiz sobre o colo e, mais ou menos receoso, o grande pilantra cá de casa lã foi deixando que lhe cortassem o cabelo. Meio assustado, à medida qua ia vendo caírem as madeixas, mas resignado e curioso por ver no que aquilo ia dar.

Mas o melhor nem veio a seguir, em casa, vaidosérrimo a mostrar a cabeça à tropa ao pai e à Vó.

O melhor veio mesmo no dia seguinte de manhã.

Entrando na escola, diz a mummy:
- Martim, vamos mostrar o cabelo novo às professoras, vamos?
E o nosso pilantrinha, entrando na sala, exclama:
- Não! à nônô!
E nisto toca de correr a ir ter com a amiga loirinha e a exibir-se pomposamente para ela.

24 março 2009

2, 2, 2

0 comments
Pois é, princesa,
2 mesinhos.

O tempo voa e com dois filhos em casa, eu e a mummy já comentámos como a ampulheta parece dixar escaapr a areia ainda mais depressa. É assustador.

A mummy já só tem mais 3 meses contigo em casa, e parece que é já amanhã...

Daqui a duas semanas faremos a festinha de aniversário do mano, 2 anos! Xi.... Parece inacreditável.

2 anos!

18 março 2009

Como seres o mais pequeno não significa nada

0 comments
Pois é, filhão,
há fenómenos muito engraçados e surpresas muito curiosas na vida.
Quem diria!?

Na tua turma és provavelmente o rapaz mais franzino. E apenas suplantado por uma rapariga que é igualmente de fisionomia pequena. Vai daí, este e aquele miúdo volta e meia atiram-te uma ofensa física, ao que tu não gostas e te retrais e foges, assustado.

Contudo, desde há duas semanas para cá, um estranho acontecimento tem-te feito subir na consideração dos demais, ao ponto de os mesmos te recearem e estarem, até já, intimidados por ti.

Passo a resumir:
como actualmente vocês estão na fase das birras e teimosias, fazem o que vos dá na real gana, e por vezes batem uns aos outros ou mordem-se ou atiram coisa pior. Claro está que consequentemente segue-se o castigo, que passa numa grande parte das vezes por ficarem sozinhos, sentados à mesa sem nada para fazer durante uns minutos.

Só a própria palavra castigo, para alguns, é razão suficiente para choro de baba e ranho. Mas não tu. Lá na escola, como em casa, encaras o castigo de forma neutral. Sentas-te. E aguardas. Sem pressas. Sem stress. Impávido. Sereno até. E quando te dizem "terminou o castigo" regressas à normalidade da brincadeira como se nada fosse.

Mas a verdade é que tamanha sobranceria perante tal castigo tem feito os restantes meninos olharem-te com outros olhos. E a mim tem dado muito que pensar. Ou terei criado um criminoso sem receio da lei, ou há aqui uma lição bem mais zen sobre a qual devo reflectir...

Voltaram as birras...

0 comments
...o que deve querer dizer que ou estás melhor, princesa, ou estás melhor.
=)

17 março 2009

irmãos gémeos

0 comments



=D

08 março 2009

Chocolate

2 comments
É oficial,

depois de semanas sem te conseguirmos convencer a provar o fruto proibido, eis que uma desconhecida resolve partilhar contigo uma pepita de chocolate, ao que tu aderes e não largas.

Este fim-de-semana ele foi Nestum de chocolate, ele foi bolo de chocolate com iogurte e até umas bolachitas aqui e acolá.

Será que é desta que sais do percentil zero?

Piscina

1 comments
Ena, filhão!
Este fim-de-semana, a convite do padrinho, lá fomos acompanhar a prima à piscina.

fizeste um berreiro desmesurado. Claro, logo tu, que seja para experimentar o que for, sempre refilas e choras.

Tirar a fralda em público tornou-se o primeiro e pior tormento. Mas depois lá nos conseguimos pirar dali para fora. Nem estranhaste a touca. Simplesmente não achaste piada foi a estares sem meia e sem roupa no corpo.

Na berma junto à piscina, toda a agitação deixaram-te meio atarantado e sem reagir, mas claro que quando percebeste que o objectivo era mesmo entrar, bem....

Felizmente que a curiosidade te ultrapassa os medos. Bem agarrado a ti, fui-te mostrando o que havia em volta, e de pés fincados nas minhas pernas, dentro de água, dali a minutos o que não querias mesmo era sair. Pior foi depois o banho de chuveiro, mas tão distraído estiveste a ver todos os meninos e meninas a secar os cabelos e a vestirem-se, que logo ultrapassaste tudo

E depois disso, a brincadeira na sala do padrinho, até às tantas, como sempre gostas.

Em suma, um dia em grande!
=D

Sempre a mesma coisa...

1 comments
Talvez seja porque sais a mim, filhota, ou a mim e ao teu irmão.
Uma leve constipação poderia não ser nada, mas para nós o pior vem mesmo depois, quando os espirros passam mas permanece aquele congestionamento nasal aflitivo, sobretudo para vocês, tão pequeninos, sobretudo tu, filha, tão ainda sem perceber como tal te apareceu e porque te custa tanto respirar pela manhã.

Por vezes dá vontade de te lançar uma linha e repuxar toda essa lixeira presa no nariz; deixar-te aliviada, sem tosse, para que possas respirar de novo livre e suavemente e dormir descansada.

Bolas... que frustração.

03 março 2009

...e pimba!!!!!!!!

2 comments
Ora pois claro,
lá tinham de começar as avarias, não é, senhor Martim!?

Este fim-de-semana, depois de uma manhã tranquila, eis que o pappy se debruça para fazer o almoço. E claro, agora a mummy distrai-se mais com a mana e tu ficas uns milésimos de segundo mais à vontade para... fazer asneiras!

Mão esticada de rompante à porta do forno aberta, enquanto o pai tirava a fritadeira; e nisto tu aproveitas logo para agarrar também a terrina com óleo...

Conclusões:

1.
para 2 anitos, já tens força suficiente para segurar uma terrina de óleo de fritura

2.
apesar de já conseguires segurar, ainda te falta dominar o equilíbrio quando pegas nalguma coisa com uma só mão

3.
tirar 1 litro de óleo do chão não é pêra doce

1,2,3,4,5,6,7,8,9,10!!!

1 comments
Eia, filhão!
e não é que já contas até 10!?
Bolas!
Verdade seja dita, eu cá acho que é só imitação, ainda não percebes bem que cantilena é essa que memorizaste, mas não deixa de ser curioso ouvir-te a dizer os números seguidinhos e muito compenetradamente.
=)

A mana, essa, vai crescendo e a comer muito, ao contrário de ti, que nunca tens fome, mesmo depois de sair de uma virose. Claro, crescer e engordar - nada!

O olhito da mana lá vai ganhando e perdendo aquela remelita, uns dias melhor, outros pior, mas a pomada sempre alivia.

E nisto, entrámos em Março.
Caminhas para 2 anos.
Estás a arrancar com as malandrices e a começar a torrar a paciência dos pais, o que é um misto de desafio, dor de cabeça e absoluta maravilha.
Espero é que a mana daqui a 2 anitos seja mais branda... =S

24 fevereiro 2009

Primeiras Sapatilhas

1 comments




Já não és mais bebé. Já és oficialmente um rapaz!
=P

Os Sonos

1 comments
Pois é, princesa,

hoje até foi um dia atípico.
Tens sido muito, muito diferente do mano. Na comida e nos sonos. Melhor no primeiro caso, mas pior no segundo.

Contudo, hoje até passaste um dia extremamente tranquilo. A dormir e sem grandes birras. Vamos a ver a noite, sempre intercalada de 2h30 em 2h30 para o habitual e calmo snack.

Estás, hoje, com um mês! =)
E já viras muito bem a cabeça. Estás muito atenta a tudo. Fixas bem o olhar no que te chama a atenção. Demoras-te quando reconheces as vozes. Gostas de por vezes estar mais direita. E sobretudo de manhã não dispensas a conversa com a avó, que te fala em gracinhas e sorrisos.

Tem sido um mês bem mais cansativo que no caso do mano, sobretudo no que toca aos sonos. Mas tem sido um mês muito preenchido, bem preenchido.

Adoras água. Refilas quando achas que tens razão, e não há como acalmar-te senão dando-te o que pedes.

Em suma, como toda a gente diz: apregoa-se que daí virá uma personalidade bem vincada.

20 fevereiro 2009

Febres e Viroses

1 comments
Já cá faltavam...

Ainda só vais com 22 meses e apenas 10 quilos.
Mas claro, como se não bastasse, lá tinha de vir a virose da época para deixarmos o fato de carnaval comprado na gaveta e, pior, ficares 2 dias sem comeres grande coisa mais que uns nicos de sopa e fruta. E água, muita água.

A mana lá se tem conseguido safar. Será que escapa?

Eu, a mummy e a avó é que não temos escapado a umas quantas horas de sono em branco. Mas tem que ser. Precisas de nós. E a aventura da paternidade é isto mesmo, como no casamento, no amor e na tristeza, na saúde e na doença, ... Mas claro que os teus sorrisos de hoje e os clamores a pedir enésimas vezes para ver o NEMO já nos deixaram mais contentes.

Esperemos que as visitas de amanhã te deixem ainda mais animado.
E quem sabe, não vem lá mais um popó ou uma motita vermelha, como tanto pedes.
;)

16 fevereiro 2009

adormecer é um tormento...

0 comments
Pois é, princesa,
não sei porquê, mas tens mesmo sérios problemas para adormecer.
tu gostas de dormir. o problema é que, de dia ou de noite, abres os olhos e mesmo cheia de sono, a cair de sono, não adormeces.
queres colo.
mas nem ao colo.
queres chupeta, e nisto adormces, deitas a chupeta fora, e logo acordas mas já não queres mais chupeta...
nem ao peito, nem nada.
adormecer-te é mesmo, mesmo, mesmo um tormento.
e pior, ainda não há padrões que ajudem.

poderíamos já ter percebido que era ao escuro, ao colo, com embalo, ao silêncio... nada. todas as situações ora já resultaram, como já não resultaram.
não há um padrão que se repita.

o único é mesmo o de que custa imenso para adormeceres...

ai...

11 fevereiro 2009

"Foi a mana"

2 comments
Pois é, filhão,
ou andas a aprender com algum espertalhão na creche, ou já andas muito saidinho da casca.

Ontem, um par de horas depois de chegares da escolinha, o odor pestilento e nauseabundo de uma cocozada começa a tomar conta da sala.
- Martim, tens cocó? Cheira-me mal.
- (silêncio teu)
- Martim, não tens cocó?
- Não!
- Eu acho que tens. Cheira mal. Temos de ir tirar essa cocozada antes que te faça dói-dói.
(e nisto tu páras um micro segundo e num ápice retribuis)
- Mana.

Ah... pois...
Aqui começa a saga...

09 fevereiro 2009

E pronto, lá veio a primeira constipação!

2 comments
Pois é, princesa,
com apenas 15 diazinhos celebrados ontem, já conseguimos confirmar que estás mesmo constipadita.
Os espirros bem pareciam ainda coisa do parto, mas não, infelizmente os barulhinhos de hoje, o facto do muco ser amarelo e de conseguires comer menos de cada vez não enganam...

Bolas!!!!!

06 fevereiro 2009

Fotos da Mia

3 comments



Frases Feitas

1 comments
Pois é filhão,
já falas, e como!

Bem me tinham dito que muitas crianças despertavam a partir dos 2 anos para a fala. E tu, até foi 3 meses antes. E nem o nascimento da mana te arrefeceu a verbe. Cada vez falas mais. Faltam-te ainda muitas sílabas, mas esforças-te imenso e dizes muito bem o nome das coisas.

A letra "o" e a letra "m2 para ti já não são mistério. As cores sabe-las todas com uma pinta fantástica, desde o azul, amarelo, vermelho, roxo, rosa... E os números começam a ser já algo que identificas pela forma, muito embora só o 1 e o 2 tenham real significado.

Tem sido realmente fantástico ver-te crescer tanto vocabulário e aumentar o diálogo cá em casa. =)

01 fevereiro 2009

Carrinho Bengala

1 comments

Depois de muita pesquisa e uma vez que servirá dois filhos e uma duração mais prolongada, optámos pelo carrinho bengala da Maclaren.

O vale que tínhamos também ajudou a suportar a despesa extra do preço (bem) elevado.
Mas no geral, há de facto inúmeros atractivos:
- garantia vitalícia
- hiper-leve
- assento removível e lavável
- capa de chuva incluída
- cesto para 2 kg de tralha (always handy...)
- reclinável em 4 posições (sine qua non)
- banco extensível
- fecha-se apenas com uma mão

Mas houve ainda um outro factor decisivo.
Confesso que nos aplicámos.
Vimos na web vários modelos. Depois andámos atentos aos pais que na rua e centros comerciais andavam com os filhotes nos seus carrinhos bengala. E posto isto reduzimos as opções a uns 6 ou 7 modelos.
E começámos a testar.

El Corte Inglés, Maxi Cosi, Zippy, Chicco, entre outras marcas.

Os do El Corte e da Chicco colocámos de lado pelo tamanho. Robustos mas nada bengala. O da Zippy, hiper-leve, mas não tinha cesto. Mas entretanto já saiu um que tem cesto, só que... o teste definitivo veio depois......

...numa das Zippy explicaram-nos que de facto os Maclaren são uma das marcas que os turistas mais compram. "Porquê?", perguntámos nós. Porque se transportam bem e são muito resistentes, para além de que "deslizam".

Pois é.
O teste definitivo foi mesmo esse!

Em novo fim-de-semana levámos o grande príncipe connosco e durante umas duas horas atravessámos todos os modelos, desde os que estavam na PréNatal, à Zippy, Bebéconfort, etc...

O Maclaren superou tudo e todos.
De facto, desliza!
Ao colocarmos uma criança de 11 kg em cima de um carrinho, passa a contar a estrutura, a configuração, desde a posição dos punhos aos eixos das rodas.

ACREDITEM!
Eu desconhecia que houvesse tantas diferenças.
Alguns carros simplesmente pareciam chumbo. Outros, andam com uma só mão - É impressionante a diferença entre modelos que parecem iguais.

De facto, faz toda a diferença levarem os vossos filhos. Experimentem com eles. Virem o carro com uma só mão. conseguem? Bom sinal. E lembrem-se que irão empurrar os carros durante vários meses. A altura e posição dos punhos nalguns carros é, simplesmente, de uma falta de usabilidade total! Só servem para dar dores de coluna a mães baixinhas (uns) ou a pais altos (outros).

Mas o verdadeiríssimo teste ao Maclaren, esse, virá agora: nos próximos anos!
A ver se escolhemos bem.

30 janeiro 2009

My hand

1 comments

29 janeiro 2009

Pontos do parto

2 comments
e porque demoram tanto tempo a sarar!?
mesmo quando se têm todos os cuidados!

ele é banho com sabão neutro, ele é secador, ele é descanso, ele é betadine, ele é mil-cuidados, mas apesar de não estarem infectados, os raios dos pontos continuam a não deixar a mummy fazer um passo sem gemer um pico de dor.

quanto tempo mais, c'um caneco!?

Piores Pesadelos dos Pais

2 comments
Para além dos óbvios perder um filho ou desconhecer do seu paradeiro, é sem dúvida ouvir da sua boca as palavras "não gosto de ti".

Principessa!

2 comments


25 janeiro 2009

Nasceu a Maria Matilde

12 comments
Num sábado, depois de dias a fio de frio e chuva, o sol começou a afastar as nuvens.
No rádio ouvíamos os Tribalistas. "Impossível", que isto já não está na moda e é a nossa música. Mas era mesmo. E assim os sinais de apoio davam-nos ânimo redobrado.

Pelos vistos havia vaga.
Esperámos.
2 horas. Consulta e depois já preparação para entrada no Bloco. 
roupa metida no grande saco plástico.
Credo, que memória ainda tão viva!

Começo atribulado. 2 desmaios quase sucessivos. Retracção na oxitocina e uma dose extra de glucose misturada. Tudo muito devagarinho. Ao meio-dia, a fome. Rebuçados. A única permissão. E o pai lá ia, entrando e saindo, telefonando às avós que, em casa, brincavam com o mano e sem comer pitada, mais nervosas ainda que o pai.

Mas depois do susto estava tudo bem. As contracções iam e vinham, muito, muito irregulares. É normal. Alguma conversa entre nós dois. alguma galhofa. Piadas. E um controlo apertado ao ritmo cardíaco e ao CTG e relógio.
tudo ia bem.
depois começaram as infernais e já rotineiras contracções a chegar de 5 em 5 minutos. E depois de 4 em 4.

Ok.
Acho que a partir daqui a coisa vai arrancar.
Mas estava ainda assim tranquilo.

Nova saída do pai. Nem 10 minutos. E no regresso, o cenário estava de guerra! A mãe agoniava de doras, e as enfermeiras tardavam a agir. Ainda estaríamos com 2 centímetros de dilatação? Já iam medir... Nova contracção. Estavam já de 2 em 2 minutos. O pai sai de novo e nem 2 minutos. Quando regressa, o cenário estava pior. As contracções estavam ainda amis fortes e pareciam já nem querer parar. As enfermeiras iam medir a dilatação.

daqui em diante, estando o pai cá fora no corredor, só mesmo escutando deu para seguir a hora e meia que se seguiu de autêntica convulsão:
- as enfermeiras, duas mediram a dilatação: 3 centímetros
- 2 médicos vieram observar a mummy; entre preparativos, demoraram 10 minutos, mais conversa com a mummy; e nisto, ao observar, já estava com 8 centímetros de dilatação; e pior, estava a começar a ter vontade de fazer força!
- pânico!
- o colo ainda não estava pronto e as águas não haviam rebentado
- ou seguia para cesariana, ou se tentava parto natural? os médicos saíram
- o anestesista e os enfermeiros tentaram de tudo, mas a mãe começou a gritar
- avançou-se para uma anestesia, já não havia tempo para epidural
- a anestesia só se podia dar uma vez, e o saco foi rbentado numa primeira tentativa com a mummy sentada, o que não deu certo, e só extremou mais as dores
- de novo deitada, águas rebentadas, e o pai a meter a cabeça dentro do quarto: "Posso?"
- Nããão.
( bolas.... )
- De novo cá fora a agoniar, mas nem 4 minutos e voltei a tentrar entrar e explicar que a minha mulher quando lhe dói, dói mesmo, e sensibilidade é com ela!
- nada feito, e o pai lá teve de sair; porquê, bem, porque o bebé já vinha a caminho?
-já!?!?!?! Como?

Pois é, em cerca de 30 minutos o cenário desenhou-se e em 45 tudo se determinou:
- de forma muito controlada e tranquila, com a mummy exemplarmente a fazer força, a MAria Matilde espreitou cá para fora às 16h e 10, e ainda metade dentro, foi a mummy com a ajuda das médicas quem puxou a filhota para fora e a pôs em cima do peito; o pai cortou o cordão e o que se seguiu foi uma hora muito boa, com as médicas a explicar tudo, desde as costuras, à placenta, ao facto de os vegetarianos ou quem come pouca carne vermelha ter muito mais problemas na pele para ser suturada e cicatrizada.

Claro que as diferenças não se ficaram aí.
Se a boca e o queixo parecem ser iguais aos do Martim, o apetite, esse, e o choro, nada têm a ver, com a mana faminta de 3 em 3 horas para comer, tendo sempre que ter suplemento. 

Nasceu com 2,800kg, mas o pai acha que vai ser o primeiro bebé do mundo que em vez de perder peso só vai ganhar.


22 janeiro 2009

Ainda não foi desta, mas...

1 comments
...pelos vistos não faltará muito.

As contracções não passaram disso, e logo esmoreceram no dia seguinte, que após cerca de 6 km de marcha, dando lugar a dores.

Ok.
E agora!?
E agora!?
Será?


Não.




Vinda a noite, a acalmia, e posto isto toca de dormir e preparar para a consulta com o médico no dia seguinte no hospital, que isto com caminhadas não vai mesmo lá.

CTG, e vai de adormecer-nos a miúda.
Iogurte, e nada.
Rebuçado, e nada.
Outro rebuçado, e lá espevitou.
E nisto toca de regressar à sala de espera e aguardar vez.

Chamados, descobrimos no consultório que o CTG se perdeu.
Ai................


...


...


Ok, encontraram-no.
No chão.
Voara...

O médico renitente.
Olha e coça a orelha.
Está tudo bem, mas por mim você ia para casa.
(O olhar desesperado da mummy diz tudo)
Já percebi, quer que lhe faça "aquilo", não é? Então sente-se lá ali para lhe fazer isso (o toque).

Nada. As membranas custam a descolar e passados uns minutos o alívio: Está tudo bem, ela está maiorzita do que estava o irmão, descida, e o colo está mole... mas você não é chata como as outras. As que são chatas eu não lhes faço nada. Chatas e mal-educadas! Às vezes aparecem aí umas mal-educadas que vou-lhe dizer!!! Mas você não, é bem-educada. Ora bem...

Seguiu-se uma conversa amena e as sábias declarações de muito cuidado e de virmos à urgência ao primeiro sinal de alarme, que algumas esperam 4 dias sem sentir o bebé mexer e ele já está morto quando lá chegam(!!!).
Seguiu-se marcação de consulta para visitá-lo no sábado no Hospital onde, se tudo correr bem, assim que haja vaga, entramos, para provocarem o parto. "Mas não sou eu que lhe faço o parto, está a compreender!? Eu só a acompanho".

Por isso, para ajudar o babado e despistado pai, se a filhota nascer sábado será a 24, o mesmo dia que o daddy, para ele não se trocar com mais datas e poder lembrar-se sempre da teimosa aquária que pelos vistos irá nascer mais cheíinha que o mano.

Hoje já não será.
Amanhã, sexta, nunca se sabe...
Sábado ou Domingo, pelos vistos, é ditada a hora de expulsão.

Filhota:
estamos, agora sim, muito ansiosos por te conhecermos!!!!
Só queremos que estejas bem e nasças forte e saudável.

e como pedido extra da mummy, que comas melhor que o mano, se puder ser...


21 janeiro 2009

Contracções de 10 em 10 minutos...

2 comments
...será que está mesmo a chegar, ou não passará daqui?

15 janeiro 2009

2.ª Consulta no Hospital, e nada...

3 comments
Pois é, filhão,
pelos vistos a mana não vem tão cedo.
É já a segunda consulta no Hospital, e o médico não desiste. Nada de 'toques'. É esperar.

As únicas recomendações são ter cuidado com o açúcar, que explodiu nas análises, e caminhar; e caso sintamos alguma mudança, ir logo à urgência.
Mas amanhã são já 39 semanas e a mummy está cada vez mais ansiosa.
Começa cada vez mais só a pensar em casos que correram mal e estou a ver que os próximos dias, até à nova consulta, vão ser intensos, penosos e até dramáticos.

Mas de facto, sejemos justos, do ponto de vista do médico, não há sinal nenhum para que se deva apressar, senão a nossa vontade de ver a nossa filha cá fora e comprovar que ela está bem.

Por isso, por ora, é mesmo caminhar, caminhar, caminhar... se é que isso ajuda alguma coisa.

12 janeiro 2009

Canção da Mãe

2 comments
Esta música e vídeo foi descoberto pela mummy e está realmente brilhante.

"CANÇÃO DA MÃE"

The Mom Song from Northland Video on Vimeo.





; )


"The Mom Song "

Get up now
Get up now
Get up out of bed
Wash your face
Brush your teeth
Comb your sleepyhead
Here's your clothes and your shoes
Hear the words I said
Get up now ! Get up and make your bed
Are you hot ? Are you cold?
Are you wearing that?
Where's your books and your lunch and your homework at ?
Grab your coat and gloves and your scarf and hat
Don't forget ! You gotta feed the cat
Eat your breakfast , the experts tell us it 's the most important meal of all
Take your vitamins so you will grow up one day to be big and tall
Please remember the orthodontist will be seeing you at 3 today
Don't forget your piano lesson is this afternoon so you must play
Don't shovel
Chew slowly
But hurry
The bus is here
Be careful
Come back here
Did you wash behind your ears?
Play outside , don't play rough , will you just play fair?
Be polite , make a friend , don't forget to share
Work it out , wait your turn , never take a dare
Get along ! Don't make me come down there
Clean your room , fold your clothes , put your stuff away
Make your bed , do it now , do we have all day ?
Were you born in a barn ? Would you like some hay?
Can you even hear a word I say ?
Answer the phone ! Get off the phone !
Don't sit so close , turn it down , no texting at the table
No more computer time tonight!
Your iPod 's my iPod if you don't listen up
Where are you going and with whom and what time do you think you 're coming home?
Saying thank you , please , excuse me makes you welcome everywhere you roam
You 'll appreciate my wisdom someday when you 're older and you 're grown
Can't wait till you have a couple little children of your own
You 'll thank me for the counsel I gave you so willingly
But right now I thank you not to roll your eyes at me
Close your mouth when you chew , would appreciate
Take a bite maybe two of the stuff you hate
Use your fork , do not burp or I'll set you straight
Eat the food I put upon your plate
Get an A, get the door , don't get smart with me
Get a grip , get in here , I'll count to three
Get a job , get a life , get a PHD
Get a dose of ,
"I don't care who started it !
You 're grounded until you 're 36"
Get your story straight and tell the truth for once , for heaven's sake
And if all your friends jumped off a cliff would you jump , too?
If I've said it once , I've said at least a thousand times before
That you 're too old to act this way
It must be your father's DNA
Look at me when I am talking
Stand up straighter when you walk
A place for everything and everything must be in place
Stop crying or I'll give you something real to cry about
Oh!
Brush your teeth , wash your face, put your PJs on
Get in bed , get a hug , say a prayer with mom
Don't forget , I love you
And tomorrow we will do this all again because a mom 's work never ends
You don't need the reason why
Because, because , because , because
I said so , I said so , I said so , I said so
I'm the mom , the mom , the mom , the mom , the mom !!
Ta da!!!

06 janeiro 2009

Começam a sentir-se os primeiros sinais...

4 comments
Pois é, filhotes,
a mummy já sente qualquer coisa "diferente" a mexer ali dentro. Não na barrigucha, mas sim mesmo no corpo, algo que começa a querer dizer "já arrancou", "está aí", "começou o processo"...

E com isso, disparou também a ansiedade.

Ai...

04 janeiro 2009

SALDOS - roupa

1 comments
Hoje os Saldos lá dispararam nos 30%, 40% e 50%. Sobretudo Zara, que é uma das lojas que mais interessa para roupa para os miúdos. 

A Girândola no Odivelas esta colecção estava meio depenada e a Benetton ainda se deixa nos 30%, o que na maioria das peças não dá sequer para ficar tentado.

E quanto à Zara, nem todas as lojas, que algumas só mesmo roupa de há duas épocas atrás (ainda lá estão por trás as etiquetas dos saldos anteriores...). Quanto à C&A, é mesmo onde se descobrem as melhores compras, em termos de preço, mas só mesmo indo muito no início, e com muito mais sorte se se tiver uma rapariga...

A loja da Disney, para quem teve sorte em lá passar quando ainda colavam as etiquetas de saldos, ainda terá dado para uns pijamas a bom preço, como bombom; Mas no geral, verdade seja dita, ao juntar uma e outra peça de roupa é inevitável perceber-se que os preços normais da roupa são de loucos! 

A H&M também arrancou timidamente, como sempre, guardando saldos para muito pouca roupa gira; encontra-se, mas mais para rapariga (muito mais!), ficando os rapazes com calças, calças, casacões, e as sempre sweat-tshirts desportivas, nada mais...


Sinceramente, não consigo compreender quem consegue vestir uma família fora da época de saldos!!! Acho mesmo completamente impensável. Ou então nós aqui em casa ganhamos muito pouco. 

Uns sapatos e um casaco, aqui e acolá fora de saldos, ainda vai que não vai, mas é ficar por aí. Sobretudo no que toca à miudagem mais pequena, que usa e troca roupa nova a cada 5 minutos e cresce todos os meses a olhos vistos.

Estimados ricalhaços donos das lojas de roupa para criança deste país: não dá para baixar um bocado os preços? É que mesmo em saldos a coisa não fica fácil, quando se começa a somar tudo...

02 janeiro 2009

Sabemos que a contagem decrescente começou quando...

0 comments
...tiramos a caixa do berço dos arrumos e nos pomos a montá-lo
...começamos a encaixotar roupa do mais velho já separada tendo em vista o que a irmã irá poder vestir
...desencaixotamos e arrumamos nas gavetas a roupa do mano para a mana
...olhamos para os dias que faltam e nos passa um "gulp"
...cada vez que ligamos aos pais e em 50% delas ouvimos do lado de lá "então? está tudo bem? onde estão?"
...olhamos para outros bebés que já por aí andam, de 1 mês de vida, e nos pomos a imaginar como será a nossa filhota
...quando a palavra "parto" já nos soa realidade perto demais e nos pomos a pedir que seja uma hora pequenina.

Já lá vão 37 semanas.
A partir de agora, de facto, pode ser em qualquer dia...


 

de pai para filhos Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez